Este site está em novo endereço: visite www.liaamancio.com.br para novidades e updates!

sábado, fevereiro 08, 2003

GOOGLE GIRL ataca mais uma vez!
(isso é para, no domingo "sem nada para fazer", vocês terem links e mais links para visitarem.. porque nosso lema é "Servir Bem Para Servir Sempre"!)
Fazer viagens intermunicipais de van tem um GRANDE inconveniente. Grande MESMO. O negócio é o seguinte, quando eu morava numa cidade e trabalhava em outra, usava o tempo do ônibus e das barcas pra botar as leituras em dia. Chegava verde, vomitando, mas terminava mais um texto do Walter Benjamin nesse tempo que, obrigatoriamente, passava sentada todos os dias. Quando me mudei para a cidade grande, esse tempo diminuiu - mas era válido, às vezes eu desviava minha rota para a aula de dança, e lá se ia mais um Raymond Chandler durante o clássico engarrafamento do comecinho da São Clemente. Agora, trabalhando a quinze minutos a pé de casa, não rola. Visitar mamãe é sempre uma alegria por causa disso.
* * *
Ocorre que perto da entrada da ponte que separa a minha província querida da cidade grande, o motorista da van apaga a luz interna do veículo. E meu Paul Auster, ó, vai pro beleléu. Justo quando David conta como juntou as peças para descobrir o paradeiro de Hector Mann. É uma leitura cativante, sou fã de Paul Auster desde que peguei na "Trilogia de N. York", fico frustrada e tentando achar meios de arrumar luz. Viro o livro de lado, pra janela. Levanto um pouquinho, pra pegar a luz que vem do pára-brisa. Não deixo passar um carro com farol vindo de trás. E mesmo assim, as letrinhas parecem confusas. Não é sempre que me dá essa agonia, foi assim também com "Deuses Americanos", do Neil Gaiman - taí um livro que me deu tristeza de terminar, vontade de virar noites lendo a saga de Shadow.. enfim, odeio quando o cara da van apaga a luz.
* * *
Mas amo quando o cara do meu lado, vendo que eu TINHA que terminar pelo menos o capítulo em que estava, percebe o quanto o livro é interessante e pergunta o que estou lendo.
"É ficção?"
"É.. mas ele nunca consegue ser totalmente ficcional, sempre leva um pouco de si aos seus personagens"
"Auster.. vou procurar".
* * *
Eu chamo isso de uma pequena vitória.
* * *
Foda é quando apontam pro meu braço e perguntam "é de verdade?". Vou fazer um FAQ Tatuagem aqui.
* * *
O Quizilla não mente jamais!!

You Are Chucky. Trapped inside the body of a doll, you seek the one person that can free you from your prison and make you human again. And you will stop at nothing until you find him.
What horror movie killer are you?
brought to you by Quizilla

Nenhum comentário:

Este site está em novo endereço: visite www.liaamancio.com.br para novidades e updates!
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...