Este site está em novo endereço: visite www.liaamancio.com.br para novidades e updates!

terça-feira, abril 29, 2003


Elvis fim de carreira era uma coisa assim, meio MAGAL, né não?
* * *
Arquivo "tem-que-baixar" do dia: "She's Fallen In Love With A monster Man", dos Revillos. Ao vivo. Só 3mb. O fino do new wave pós punk pré B52's escocês, diretamente no seu Winamp!
Reunião da turma de 93
InsideVC.com
Dez anos depois da formatura da turma de 93 do seriado "Barrados No Baile", a Fox resolveu produzir um especial com a reunião da turma.
Até a maleta da Brenda Walsh estará lá - no entanto, Donna Martin ('interpretada', se é que podemos assim dizer, por Tori Spelling, filha do produtor Aaron Spellin) não está no elenco do especial, que será produzido em forma de entrevista, e não - como seria mais interessante, um episódio mostrando o que os alunos de West Beverly estão fazendo hoje, dez anos depois.
De qualquer forma, podemos ver as carinhas de Shannon Doherty, Jason Priestley, Luke Perry, Jennie Garth e Gabrielle Carteris atualmente, todos com quase 40 anos na cara, falando da época em que tinham 30 mas pagavam de adolescentes no seriado mais famoso da Fox.
O-ba.
Melhor do que o especial do Michael Jackson, hein?
* * *
Tem ido no Toilet Zone?
Um leitor nosso mandou uma contribuição foda.. anúncio de Guttalax da Ucrânia.. só vendo mesmo.
* * *
E por falar em Conga Conga Conga Zine, recebi um e-mail ontem que me emocionou pra caraleo. Coisa de fã (eu, não o ídolo de adolescência que escreveu pra comentar matéria).
Tá na hora de eu profissionalizar essa bagaça. E é pra já.
Reunião da turma de 93

InsideVC.com

Dez anos depois da formatura da turma de 93 do seriado "Barrados No Baile", a Fox resolveu produzir um especial com a reunião da turma.

Até a maleta da Brenda Walsh estará lá - no entanto, Donna Martin ('interpretada', se é que podemos assim dizer, por Tori Spelling, filha do produtor Aaron Spellin) não está no elenco do especial, que será produzido em forma de entrevista, e não - como seria mais interessante, um episódio mostrando o que os alunos de West Beverly estão fazendo hoje, dez anos depois.

De qualquer forma, podemos ver as carinhas de Shannon Doherty, Jason Priestley, Luke Perry, Jennie Garth e Gabrielle Carteris atualmente, todos com quase 40 anos na cara, falando da época em que tinham 30 mas pagavam de adolescentes no seriado mais famoso da Fox.

O-ba.

Melhor do que o especial do Michael Jackson, hein?

* * *

Tem ido no Toilet Zone?

Um leitor nosso mandou uma contribuição foda.. anúncio de Guttalax da Ucrânia.. só vendo mesmo.

domingo, abril 27, 2003

Passeata do Orgulho Indie
Não me agrada a idéia de me auto-rotular "indie". Do mesmo jeito que eu não sou punk por gostar de punk rock, nunca subi numa prancha (nossa equipe de pesquisa não encontrou registros válidos do episódio "tentativa frustrada de bodyboard aos 14 anos, em Cabo Frio"), apesar de amar surf music, tenho um computador e trabalho nele, e só isso já basta para que eu não viva como nos anos 50, apesar de amar rockabilly e sons da época.
Indie é uma fase pela qual as bandas têm que passar. É a fase de bater perna e correr atrás de show, porque não vai ter empresário que faça isso por você. De produzir e divulgar seu próprio som, porque ninguém está pagando jabá pra tocar em rádio. De existir, independente de público - ou falta de.
Tentei ter uma banda recentemente, mas incompatibilidade de horários, orçamento e divergências musicais me impediram de continuar - mas vamos supor que eu tivesse uma banda e me dedicasse a ela.
Eu sei que não teria público, ainda mais aqui no Rio de Janeiro, onde não há uma 'cena' rocker como a de SP, por exemplo. O povo aqui não aceita muito bem topetes, carrões e baixos de pau. Mas eu GOSTARIA de tocar em rádio. Ficaria feliz de ir ao Faustão ou sentar no sofá da Hebe. Acho que quanto mais gente conhecer o que eu gosto, melhor. Gostaria de ganhar cachê por show, gostaria que todas as pré-adolescentes cantassem minhas músicas medíocres (é, eu sou uma compositora RUIM), que todos os caras tivessem poster meu na porta do armário.
Não sinto orgulho nenhum em ficar no 'underground' pro resto da vida. Também ficaria feliz com um público modesto-porém-fiel, mas é óbvio que, se eu me dedico a uma banda, quero vê-la sorrir, quero vê-la cantar, quero ver o seu corpo dançar sem parar.
* * *
Isso tudo é pra dizer que EU NÃO SOU INDIE, apesar de achar o "The sound Of Speed", do Jesus And Mary Chain, um puta disco foda - tou ouvindo ele agora e quase chorando de emoção; apesar de recomendar fortemente o "Tone Soul Evolution", do The Apples In Stereo; de ter uma tatuagem do Pixies e de achar os Boo Radleys a salvação do rock, mesmo que ninguém entenda.
* * *
Pra provar que eu não sou indie, coloquei aqui um presentinho super pop pra vocês.
O nome da pérola é "Fantasmas A Go Go", de uma sujeita chamada Celia, e está numa coletânea "Spanish Bizarro". Sente o nível da coleta: há uma versão em espanhol de "Space Oddity", do Bowie.
Também ando ouvindo bastante Los Salvajes, uma banda-de-garagem espanhola dos anos 60. É que, por falar em versões, eles têm uma versão em espanhol para "A Girl Like You", do The Troggs, que é o fino.
Então, baixem "Fantasmas A Go Go" já e tenham a noção do que essas coletâneas hispânicas dos anos 60 estão fazendo comigo.
* * *
E ontem, depois do episódio da janela, faltou ficar parada em Laranjeiras de madrugada, esperando o seguro do carro do amigo aparecer, e o elevador parar entre um andar e outro, lá pelas três da manhã.
Mas há males que vêm pra bem, e ainda sinto os efeitos das benesses que essa seqüência bizarra de acontecimentos me trouxe.
Sério, cara. Não estou sendo Pollyanna não. Sideibem. Mesmo. Depois de uma maré de azar sempre vem algo bom. Hoje foi um dia lindo.
* * *
Domingo, oito horas. Hora de "Monk"!!
* * *
Que má amiga!!
Esqueci de falar que conheci a Gabby ao vivo na 6a feira, e ela é uma fofa!! Yay!!
* * *
E como eu não estou conseguindo comentar lá na Livia, recomendo fortemente que vocês cliquem lá JÁ e vejam o "Separados no Nascimento": Cristina Aguillera e Dee Snider.

Cliquem , sério. Tem mais fotos. A Livia é foda e ponto final.

sábado, abril 26, 2003

Legal. Coloquei um serviço de comentários pra quebrar o galho enquanto o Falou e Disse está fora do ar. Abusem dele. Heh.
- Boa tarde, poderia falar com o sr. Antonio Carlos?
- Ele não se encontra.
- Ele é o responsável pela linha telefônica?
- Sim, está no nome dele, mas ele não reside aqui.
- No lugar do sr. Antonio Carlos, a senhora é responsável pela linha telefônica?
- Pode-se dizer que sim.
- Qual o nome da senhora?
- Lia.
- Senhora Lia, meu nome é Luana, eu trabalho na Telemar, e gostaria de avisar que estamos com uma parceria com a Americanas.com, e juntas a Telemar e a Americanas.com estão oferecendo um identificador de chamadas..
- Luana, desculpe interromper, mas você está ciente de que um identificador de chamadas pode acabar com seu trabalho? Falando por mim, eu passaria a só atender ligações de números conhecidos, da minha família.
- Pois é (risadinha sem graça), mas é meu dever oferecer o identificador de chamadas..
- Eu sei, Luana, eu te entendo. Mas, enfim, se eu comprar o identificador, não posso te atender nunca mais. Melhor não, certo? Um abraço, boa tarde e um bom fim de semana pra você.
* * *
De como escapei de protagonizar um filme do Wes Craven em minha própria residência

Eu queria ter ido à Spin ontem. Teve festinha hard rock. Na verdade, estou morrendo de inveja de quem foi, mas - vejam bem - há coisas que só acontecem comigo. Lógico.
* * *
A programação de ontem era pub seguido de Spin. Porque o pub é caminho e meus amigos estariam lá. Sete, sete e meia - mas às oito da noite, eu estava resolvendo problemas com o síndico.
É, acontece.
Ontem, enquanto me dirigia lépida e fagueira para o banho que me deixaria limpinha, cheirosa e fresca como uma rosa para encontrar os pessoal, espeto o pé num caco de vidro.
Peraí, eu moro sozinha. Nunca quebrei um copo aqui em casa. A paranóia de não estar tão sozinha quanto eu imaginava me invadiu de imediato - mas, obviamente, as coisas acabaram ficando piores ainda.
Depois de mais de duas horas em casa foi que notei que o vidro do basculante do meu banheiro sofreu um acidente: uma obra num apartamento de cima fez cair um reboco que acabou com minha janela - cacos de vidro estilhaçados pelo chão, assento do vaso sanitário rasgado, tamanha a violência com que os cacos atingiram meu banheiro.
Você não está falando com qualquer um.
Eu sou Lia, a rainha da imaginação fértil.
Imediatamente, pensei que as coisas poderiam ter sido muito piores, se eu tivesse tido uma dor de barriga infernal por volta das duas da tarde e pedido pra vir rapidinho em casa aliviar o intestino.
Certamente, meu pescoço teria sido atingido por um dos cacos grandes que voaram aqui dentro. Imagine eu, sentadinha no troninho, ensangüentada. As meninas no trabalho estranhariam minha demora e ligariam - sem retorno. Minha chefe viria até aqui, achando isso tudo muito estranho - e não quero nem imaginar as reações das pessoas ao me verem nesse estado.
Deve ser constrangedor morrer assim.
Pelo menos eu estaria sorrindo, porque ando lendo "A Vida, o Universo e Tudo o Mais", do Douglas Adams, e a cada página que passa a saga de Arthur Dent e Ford Prefect fica mais surreal e mais interessante.
Mas ainda bem que eu não vim em casa, e tive apenas que arcar com o fato de que acordaria às oito para que o vidraceiro, pago pelo condomínio, trocasse minha janela.
* * *
Então, considerando que eu não dormiria se fosse à Spin, fiquei só pelo pub mesmo, tempo suficiente para, junto com Madame Lilaise de Oxum, ajudar o Fabio na faxina - e com uma mãozinha de DeGabrig, ajudar no conserto da fechadura do estabelecimendo.
Sabe, talvez tenha sido uma boa troca - não é todo dia que.. xapralá.
O fato é que estou achando que essa noite vai render, e vocês terão assunto novo por aqui. Assunto novo, legal, e de gente feliz.

sexta-feira, abril 25, 2003

Tudo bem que fã tem mais é que achar tudo o que o ídolo faz 'lindo'.. mas esses displays do Erasmo Carlos dando o bracinho pra vacinar estão de uma finesse.. uma sutileza..
* * *
Wayne's World, Wayne's World, party time, excellent!!!
Já fez esse teste dos seus conhecimentos de "Wayne's World"? Meu resultado foi um FIASCO!! 5 em 15!! Tenta aí!
* * *
Quer mais?
Muitos e muitos testes sobre "Wayne's World"!!! É o paraíso!!
* * *
Cês já leram a coluna que o Marcos Bragatto escreve na Dynamite.. sobre ROCK?
É foda. É muito boa. Façam-se esse favor..
* * *
CDs de hoje no trabalho:
Crazy Legs - "Right on time"
David Bowie - "Earthling"
Weezer - "Pinkerton"
e Misfits - American Psycho".
E por falar, o Wagner Fajardo (um sujeito que conheço há anos, embora ainda não conheça) está com um site legal de playlists.
É assim, você se cadastra e coloca lá o que você tem ouvido ultimamente.
É legal, um lugar pra centralizar recomendações musicais de várias pessoas, tem pra vários gostos, estatísticas de bandas/ artistas mais presentes no gosto da galera que se cadastra.. bonzão. Conheça!.
* * *
Não sei como esse cd foi parar lá em casa, mais precisamente, na casa da minha mãe. Sei que "A verdadeira História de Melvin Bell e Seus Animais Assassinos", do grupo 1853, é bom pra cacete.
A capa é totalmente psycho, e o grupo andou dando entrevistas em sites de hard rock. Aliás, capa, encarte, produção do cd, tudo muito profissa. Coisa de quem ama o que faz, e se dedica. Ouvindo, e comentando com uma amiga, ouvi a clássica pergunta:
"É tipo o quê?"
Há bandas que não dá pra rotular dentro do gênero "Rock".
Não é "punk", nem "rockabilly", nem "metal". É ROCK, porra, tão simples e tão difícil de definir. Algo como Lynyrd Skynyrd, Motley Crue ou Kiss, pesado com melodias cantáveis, em português, com letras inteligentes - alguns vocais ainda pueris, com voz de menino novo, mas ei, "Killing in the name of..", do RATM, é cantado por uma CRIANÇA e é hino de toda uma geração de bandas cover..
Voltando ao 1853, o lema da banda, escrito no encarte do cd, é "Deus abençoe a cerveja, a mulher e o rock'n'roll" (ou algo assim, estou no trabalho e não trouxe o cd). Por aí você vê qual é a dos caras. É BOA. Rock deveria se resumir a isso, a diversão. Tem futuro. Se no cd algumas vozes me incomodaram um pouco mas mesmo assim achei o som do caralho, imagino como deve ser um show dos caras. Imagino eles tocando em Penedo no festival das Motocas. Imagino os caras daqui a 25 anos, um monte de roqueiro velho barrigudo com milhões de histórias pra contar.
E uma das melhores histórias, sem dúvidas, seria algo como "quando eu tinha a tua idade, eu tinha uma banda de ROCK de verdade".
* * *
E nada das caixas de comentários voltarem.. podem mandar e-mails, ouviram? A Tia gosta.

quinta-feira, abril 24, 2003

Os comments definitivamente não estão ajudando.
Podem clicar no nome aí embaixo do post e mandar e-mail, pessoas. Sem timidez. Vamos lá. Ter feedback sempre é bom.
* * *
Peguei aqui:
LIA f Italian
Variant of LEAH or a short form of names ending in lia.
LEAH f English, Jewish, Biblical
Pronounced: LEE-a
From the Hebrew name Le'ah which was probably derived from the Hebrew word la'ah meaning "weary". Alternatively it might mean "mistress" or "ruler" in Assyrian. In the Old Testament she was the first wife of Jacob and the mother of seven of his children.
* * *
"Mistress" ou "Ruler".
Bom.
Vou tirar proveito disso.
* * *
Seu Walter
Eu não vivo 100% do tempo nesse tempo em que vivo. Às vezes vou muito adiante, outras vezes volto como se nunca tivesse saído de uma década distante no passado. Na maioria das vezes, no entanto, pesquiso, leio livros, vejo fotos, para conseguir lembrar de algo que não vivi.

Então tem esse senhor que vende livros usados numa ruazinha perto da minha casa, perto de onde trabalho, caminho para onde almoço todos os dias. Certa feita, à tardinha, precisei me aventurar por essas bandas - vou fazer uma hora, ver se o pub está aberto, dar oi ao barman, meu sobrinho 'emprestado' (não posso ter sobrinhos nos próximos dez anos, a julgar a diferença de idade e estilo de vida dos meus irmãos), e voltar para casa. Coisa rápida, dormir cedo.

Eis que fui pega de surpresa por essa caixa de cartões postais na banquinha do senhor que vende livros. Seu Walter. Que pede para chamá-lo só de Walter.

A Recife p&b dos anos 60, ali, se misturava a Buenos Aires e Macchu Picchu, e no meio consegui encontrar um Moulin Rouge parisiense e dois postais fenomenais de dançarinas tahitianas e polinésias. Seu Walter, perdão, Walter, me mostra um cartão feito à mão por uma garotinha nos anos 70. Me dá de presente um adesivo (já sem cola e amarelado) das Aerolineas Argentinas. Primeiro perguntou se eu era mesmo brasileira. Então começou a contar.

Conta que largou a família há meses para se curar de um vício, conheceu um mendigo que tomava conta da banquinha de livros e agora trabalha para ele. Conta que, com seu novo patrão, aprendeu coisas que em anos de vida não havia aprendido. Conta que tem uma filha da minha idade, recém graduada, atuando na minha área, e conta pra onde preferiu ir, em vez de arruinar a vida da mulher e da filha, mais ainda, perdendo - além dos bens materiais por causa do tal vício - o amor da mulher. Conta que aquela loirinha que veio ver os livros é uma garota 'da vida', pensou em emprestar um Nelson Rodrigues mas lembrou que a vida destas meninas torna até Nelson Rodrigues desinteressante, então indicou um livro sobre o Chacal, o bandido que virou filme recente com Tom Cruise, Val Kilmer, sei lá.

Somos abordados por uma senhora com um forte sotaque francês que diz que o mendigo dono da banca "est mort", mas até onde sabemos, não está. Falamos de literatura, de postais e de força de vontade. Aprendi um bocado em 20 minutos de prosa com Seu Walter. Mas, acontece, a vida me espera, e eu precisava ir ao banco pagar uma conta.

E destes minutos em companhia das histórias de Seu Walter, ficaram boas lembranças e seis cartões postais de lugares que nunca visitei, em épocas que não vivi.
* * *
Lírico, não?
Então pra quebrar o clima, PUTA QUE PARIU, GAROTINHO SECRETÁRIO DE SEGURANÇA DO ESTADONÃO!!!!

quarta-feira, abril 23, 2003

"Project 1950" é o próximo discos dos Misfits, só de covers da "minha" época.
Então imagina a turnê desse disco, com a participação de Marky Ramone.. e com The Damned e Dickies no mesmo festival!!!!

Não bastasse os Stray Cats também em turnê.. e eu aqui, trabalhando.. putz.
The Misfits e The Damned no mesmo festival.

Verti uma lágrima agora.



terça-feira, abril 22, 2003


Eu gosto das balas Toffee da Bhering porque, como eu, elas usam saia de bolinhas.
* * *
Durval Discos
Não acredite no bonequinho indo embora do cinema.
O filme NÃO desanda quando há a tal "reviravolta, que transforma o filme num suspense" simplesmente porque "Durval Discos" não é um suspense. Sim, o filme adquire um tom mais tenso, mas ainda assim é engraçado. Surpreendente, até. A história é previsível? Sim. No entanto, o que surpreende é a coragem de montar cenários (não a cenografia, caras - estou falando das situações) absurdamente surreais e, ao mesmo tempo, razoavelmente verossímeis. De maneira alguma dá pra comparar "Durval Discos" com "Alta Fidelidade", só porque o protagonista é um purista dono de uma loja de vinis - são histórias completamente diferentes, e personagens com outras motivações - Durval, apesar de hippie velho, amante de vinis antigos, não se move por causa de mulheres ou música - Durval passa dos 40 e ainda não saiu da casa da mãe - ele simplesmente não se move, fazendo todas as vontades da velha senhora - perfeitamente caracterizada, com direito a band-aidinho no pulso e tudo.
Parece que alguém observou uma lojinha empoeirada e, num lampejo de genialidade (por que raios todo lampejo é de genialidade??), começou a imaginar situações absurdas acontecendo naquele segundo andar. A cena em que a menina pinta a parede (mais, não digo - só que todos os protagonistas estão em quadro) é comovente, quase um Buñuel. Te juro. Eu não ria por ser engraçado, ria de nervoso.
Já dizia o marketeiro que dá palestras, cujo nome não me ocorre agora, que criatividade é coisa de pobre. Faz sentido, "Durval Discos" é quase uma 'one stage play', com participações especiais de famosos amigos da diretora - deve ter custado bem barato. E é divertido. "Cinema é a maior diversão", não é isso o que o cartaz dizia?
Então.
Vão lá ver.
* * *
Esse fim de semana teve mais filmes.. "Amélie Poulain", de novo (pra ouvir mamãe dizer que "filha, lembrei tanto de você quando vi esse filme!") e "O Poder Vai Dançar", uma fábula norte-americana sobre arte durante a Grande Depressão e as mudanças que o teatro pode trazer para a sociedade.. romanceado pra carajo, mas tudo bem.. o filme diverte e a trilha sonora é fantástica.
* * *
A Páscoa.. nem te conto. Amigos de infância e almoço em família.. principalmente quando você faz sua própria comida no fim de semana.. não tem preço.
E vocês? Comeram bem? Chocolates? Viram filmes? Quais? Vamos lá, blog também pode ser interação (já sei, já sei, o tal do Jonas vai falar "que blosta", mas vai continuar vindo aqui todo dia, rá rá).

sábado, abril 19, 2003

Não gosto de Coca-cola
Nunca escondi isso de ninguém, prefiro a boa e velha água. Não que eu não goste, mas não acho a Coca-cola essa cocacola toda. Acho que há bebidas mais gostosas. No entanto, dou o braço a torcer para essa edição especial em minigarrafinhas de vidro, de 237ml. O sabor original do refrigerante está ali, a quantidade de gás ideal, a quantidade ideal do líquido, embalada da maneira correta. Chega a ser gostoso. É. Depois de uma garrafinha dessas, posso até dizer que sim, eu gosto de Coca-Cola.
* * *
Da série: "Ser pobre é uma merda":
Tá aqui o cartaz, ó.

Chora, neném!!
* * *
Netunos e Glamourama juntos, no palco, com participações especiais, momento "We Are The World", e com direito a Tito cantando no microfone principal. Isso aí. Tito, o Silent Bob dos Netunos. Quem viu, viu. Quem não viu, se morde aí.
* * *
É. Se morde aí que eu me mordo aqui que Curitiba é longe pra cacete e Breeders + Catalépticos no mesmo dia é algo quase imperdível.. mas pela distância, tou vendo que vou ter que perder. Gah.

sexta-feira, abril 18, 2003

"Se o seu ídolo virou um bundão que renega o que fez no passado e o som que vc tanto ama, não perca tempo implorando pra que ele volte a ser o que era, pois ele não merece mais o hard rock! A adrenalina do hard deixou de correr nas veias dele. Hoje, corre nas suas, então lute pelo hard e não deixe a chama "farofa" morrer!"
(retirado daqui)

É por essas e outras que eu gosto muito desse menino!!
Peraí, o nome do evento não era Rock In Rio? Então o que.......
Personalidade:
SINDY OHANNA (Sindy Ohanna Araújo da Silva, 19/07/1996, Cidade de Deus, Rio de Janeiro) - É filha do Cidinho - da dupla Cidinho e Doca - autor das músicas que ela canta. Aos 3 anos, gravou "A Sindy Vem Aí", no disco da equipe A Bruxa, com o DJ Alex. Em seguida, gravou "Chupetinha", no cd Bonde da CDD e "Funkeirinha de Berço", no Big Mix Vol. 3, ambos lançados pela Link Records.
Eventualmente, faz apresentações ao vivo, em festas e matinês.
Além de linda e talentosa, a Sindy é uma garota esperta "que não tem medo de escuro e dorme de janela aberta".
* * *
Então tá então.
Coisas que você descobre lendo a revista do Dj Marlboro.
* * *
Disco da manhã: "Maladroit", Weezer.
* * *
Chantagem emocional é uma merda.. e eu SEMPRE caio. Porque, sabe, inveja é uma merda, e tem gente que faz de tudo pra empacar a sua vida. A minha vida. E eu sempre caio nessa conversinha. Sempre. Quer me impedir de ir pra frente? Faça chantagem emocional. Comigo eu garanto, sempre funciona - me mordo de raiva depois, mas sempre funciona. Argh.

quarta-feira, abril 16, 2003

Não, não, eu sei que não foi o Humberto Gessinger que me mandou e-mail. Algo me diz que não foi. Ele assinou "O Willie Nelson brasileiro". Não pode ter sido. De qualquer forma, a notícia sobre a Britney Spears autografando cuecas foi uma das coisas mais edificantes que já recebi nas últimas eras.
* * *
Coisas que só se descobre lendo a revista da Net ou Ache os absurdos na resenha abaixo:
Karma Assassino (Bad Karma) - Jovem psicótica acredita que seu psiquiatra é a reencarnação de Jack, o Estripador.
Com Patsy "dei prum Gallagher" Kensit.
E eu perdi esse filmaço. Droga!
* * *
Agora que seu gato fez Yoga (ver post de 11/04), você pode até pegar umas aulas de dança com ele. Yay!
* * *
O trabalho é o inimigo do rock, já diria o velho sábio.
Por trabalhar amanhã, eu perderia os shows de hoje e amanhã em BH, só chegaria na 6a.
Pra garantir que não me atrasaria para o trabalho na 3a, eu sairia no domingo, em vez de na 2a - ou seja, perco o show de domingo. Isso porque só vou saber se trabalho na 3a *amanhã* - quando náo há mais passagens.
Aí, ba-bau festival........ cara, Belo Horizonte é minha cidade-do-coração, e meus amigos de lá são os melhores do mundo.. papai do céu, eu tenho sido tão boazinha, dormido cedo.. não dá pra me arrumar um diazinho a mais, não? Assim.. de cortesia?
* * *
Então quando você lembra muito de uma pessoa, ela aparece. Ainda que virtualmente. No mesmo 'boteco de internet' (internet! sempre ela!) que você - boteco que já existe há tempos, mas nem você nem seu amigo haviam se interessado até.. ontem? Anteontem? Meu irmão, essas sintonias me dão arrepios..
* * *
E o endereço dos bailes eu vou falar pra vocês..
Música do dia:
"It's Automatic" - Freestyle. Também conhecida na alta sociedade carioca como "Melô do Tchotchoméri".

"Lelease Bwian!"

terça-feira, abril 15, 2003

Tá ligado?

Um coquetel de cocaína, anfetamina e morfina era a vacina secreta com que os nazistas planejavam animar suas tropas no final da Segunda Guerra. A revista alemã Focus disse que a mistura estava sendo preparada para fazer com que os soldados caminhassem centenas de quilômetros sem perceber o esforço. Depois dessa nunca mais verei com olhos ingênuos o famoso "soro do super-soldado"que o Capitão America usa...

Fonte: Super Interessante

segunda-feira, abril 14, 2003

Hoyoo!!!
* * *
Eu sei que você que vem aqui sabe que a Britney Spears é uma nula. Ou uma mula. Tanto faz.
Okei, ela tem coisas legais, como o fato de ser uma tosca - e eu admiro pessoas toscas, que deixam a classe em casa, a guria veste calça da Gang e certamente arrota e fala de peido o tempo todo. Ela tem CARA de quem faz isso. Fora que a menina tem muito mais grana/ fama/ bagagem do que eu, que estudei pra caralho, me formei, trabalho há anos. Pra não falar que ela é a maior gostosa. Ou seja, ela PODE. Olhem para as imagens abaixo e repitam comigo: "Britney Spears é ruim, mas tá podendo!"

Então vamos lá, vamos falar bem não da Britney, mas de seu empresário, ou de quem quer que seja que a colocou neste comercial de chá japonês, com esse figurino espetacular e trilha sonora dos Kinks ao fundo.. para quem quiser conferir, ela está um pitéu dançando ao som de "All Day And All Of The Night", aqui. Liguem o som.
* * *
Estou amando
Ele é ótimo, possivelmente o homem da minha vida.
Seu nome é Adrian.
Adrian não faz o gênero bonitão, mas quem disse que é isso o que me atrai? Ele é inteligente pra cacete e, analisando friamente minha relação com ele, é uma questão de transferência: ele trabalha exatamente no que eu adoraria fazer, e sou frustrada porque não segui a carreira-do-meu-coração. Adrian é o melhor em seu ramo, apesar de algumas excentricidades - mas todo gênio é excêntrico, não? Tudo bem que ele exagera em suas obsessões e paranóias, mas você pode ter certeza de que já agüentei coisa muito pior.
Sabe o mais legal?
Ele me foi apresentado pelo meu ex-namorado, que eu tenho certeza de que não só vai gostar da notícia como vai dizer "não te disse? Eu sabia que você iria gostar dele!".
Então é isso. Agora passo meus domingos em companhia de Adrian Monk. Depois, é claro, de ver Kojak, Magnum e McGyver.
Quem precisa de Seinfeld (pra falar a verdade, já tentei ver e não achei a mínima graça no tipo de humor dessas séries hype de tevê por assinatura, viu?) quando se tem um cara que impede Willie Nelson - o próprio - de ser condenado por assassinato?
Ok, nosso relacionamento é aberto, vocês também podem (e devem) passar um tempo em companhia do meu homem ideal. Todo domingo, às 20h, no USA.
* * *
FAÇA SUA PRÓPRIA CERVEJA.. de banana!!!
Pegue a receita aqui.
* * *
E a Loud sábado, hein? Quebrou tudo. Inclusive minha coluna, já que não tenho mais idade pra essas manifestações rock - mas uma noite com bandas boas e amigos queridos sempre vale a pena.
* * *
E essa vai para o Fabio, que é um cara preza e de vez em quando dá o ar de sua graça por essas bandas.. eu sei que ele já sabe fazer isso como ninguém, mas como esbarrei agora com esse link que ensina a tirar o pint de Guiness perfeito, acabei lembrando do menino e fazendo o serviço de utilidade pública por aqui.

sábado, abril 12, 2003

Morre Little Eva

Little Eva, a gracinha ex baby sitter do filho de Carole King, que cantava "The Loco-motion" e "Keep Your Hands Off My Baby", grandes sucessos de 1962, faleceu dia 10.

Maiores detalhes aqui, no site da Billboard.

sexta-feira, abril 11, 2003

Dormi. Lá pelas nove e meia da noite. Com o micro ligado. De novo. Ai, eu ainda me mato de vergonha de mim mesma!
* * *
E a Aline ganhou um boneco do Supla por ter sido a primeira a adivinhar.. eu sou a segunda da direita para a esquerda, na fileira do meio. Definitivamente, com cara de quem ia aprontar alguma coisa.
* * *
Que tal colocar seu gato na Yoga??
Não, não é sério. Os gatos são bonecos, a equipe é de atores.. mas os vídeos são geniais.
* * *


You are the 1955 Ford Fairlane Crown Victoria.
Take the Which Classic Car Are You? quiz! By JC and Bren.

* * *
Sabe aqueles e-mails de "como manter um nível saudável de sanidade no trabalho"? Então. Aqui é assim, ou a gente surta ou..
..ou atende o telefone falando "arô" (é interno, só as recepcionistas ou o pessoal de dentro ligam pra cá.
..ou coloca uns wallpapers toscos no micro (o meu, óbvio, é dos Trapalhões com o Roberto Carlos).
..ou estipula um horário (às 15:30) para honrar e respeitar o Vasco da Gama ouvindo o hino todo santo dia - detalhe, não há vascaínas no setor - sim, somos quatro mulheres aqui na sala.
..ou.. bem, a gente se vira.
* * *
E vocês?
O que vocês fazem para não surtar no trabalho?

quarta-feira, abril 09, 2003

Você!!
Você, o garoto que nunca foi popular na escola! Você, aquele que sempre era trocado pelo bonitão do time de handebol! Você, o moleque que levava porrada!
Esta é sua chance de tirar onda de McGyver!
Este site ensina a aterrissar aviões, lutar com crocodilos, fazer fogo sem fósforos e, importantíssimo, a escapar de carros afundando!
Depois me conta como foi!
* * *
Vem cá, então é isso, né?
Ninguém vai me fazer companhia no VII PENEDO ONLY BIKERS, o tradicional encontro de motociclistas que transforma a cidade serrana num paraíso onde se ouve Lynyrd Skynyrd, Creedence e Steppenwolf o dia todo, onde se esbarra com as motos mais fodas do mundo, onde o tiozinho da pinga com canela bate ponto. É isso então?
Aos interessados, o evento acontece de 24 à 27 de abril. Quero subir no fim de semana.
Mais alguém?
Tsss.. pessoal desanimado.
Tou vendo que vou ter que ir e voltar no mesmo dia, e acabar perdendo os shows. Tsc tsc.
* * *
Onde está Wally??

(clique na imagem para abrir maior e em outra janela.. e ache esta que vos escreve!)
* * *
Tou acabada de gripe, e trabalhando feito o cão.
Não esperem muito de mim na 5a feira..

terça-feira, abril 08, 2003

Jason Mewes, o Jay dos filmes de Kevin Smith, será objeto de um documentário da HBO. O objetivo, menos que mostrar sua vida para o mundo, será cercar o maluco de câmeras para impedir que ele faça uso de heroína.
Mewes, vale lembrar, é dado como desaparecido de vez em quando.
* * *
Aproveite e leia sobre o micão de Geraldo Rivera no Iraque aqui, no Conga Conga Conga News. Lembra do Geraldo Rivera, aquele do programa de auditório? Está tentando salvar uma carreira em falida.. e fazendo merda.
* * *
Tá aqui, outro boneco de Vudu online. Esse parece que funciona.
* * *
Adoro o horóscopo do VidaNova, mas "sinta as vibrações cósmicas" foi um pouco demais.
* * *
A melhor reportagem sobre o assalto à Modern Sound, loja de cds em Copacabana, na madrugada de sábado pra domingo, foi a do Rafael, sem dúvida.
* * *
Crise nas infinitas terras
Certas coincidências me assustam - principalmente porque acredito piamente que coincidências não existem, tudo tem motivo pra estar lá. E me assustam porque eu tento - em vão - fugir de determinadas situações onde posso desenvolver capacidades, ahn, natas de, ahn, percepção. Tento fugir por que tenho medo mesmo, medo de surtar, de tomar certas, ahn, realidades como verdade absoluta, como sei que muita gente que lida com *isso* faz - e meu lado racional, sinceramente, acha isso estúpido.
O problema é que fugir tem se tornado tarefa cada vez mais difícil.
São cada vez mais pessoas, cada vez mais recados, cada vez mais.. o cerco está apertando pro meu lado.
Uma hora vou ter que começar.
* * *
Música do dia: "I'll be your mirror", Velvet Underground.
Por que, sabe, há coisas acontecendo. Como sempre. Graças a deus, posso morrer do que for, menos de tédio.
Música "Tem que baixar" da semana:
Rapaziada oiçam bem o que eu lhes digo
E gritem todos comigo
Viva ao Sporting!

Aqui você baixa a Marcha do Sporting Clube de Portugal. Aqui você acompanha a letra..
* * *
O Sidney Magal tá, assim, tipo o Elvis no final dos anos 70, hein?
* * *
É oficial!

Vai por mim: esse pessoal ainda vai desbancar a Bravo!. Anote isso.
* * *
Tá com o inglês em dia? Então leia este texto sobre o making of de "A Vida de Brian".

segunda-feira, abril 07, 2003

O hábito da leitura sempre deve ser incentivado, em toda e qualquer circunstância. A boa literatura, principalmente. No entanto, sou a favor da imposição de limites. Se você tem algum desvio psicológico sério, como a paranóia, por exemplo, deve tomar cuidado com o que anda lendo.
Exemplo?
Bem, hoje me ocorreu a seguinte cena, enquanto chegava em casa por volta de uma e meia da manhã:
Não ouço barulho algum vindo de dentro de casa. Quer dizer que 'eles' estão em silêncio, lógico. Coloco o guarda-chuva em posição de alerta, então enfio a chave na porta e rodo bem devagar, para pegá-los de surpresa. Adentro a sala e há quatro pessoas me esperando.
- Trouxe o Rinoceronte?
- O Rinoceronte não está comigo. (não estou blefando, realmente não sei de rinoceronte algum)
- Onde ele está?
- Não posso dizer, senão estarei jogando fora meu maior trunfo. Mas posso lhes assegurar que basta um telefonema para que ele venha parar em cima desta escrivaninha. (escrivaninha? que escrivaninha? minha sala não tem escrivaninha!)
- A senhorita tem noção do valor desta relíquia, e do perigo que corre se não nos entregar até o raiar do sol, não tem?
- Sim senhor. Agora, por favor, mande este moleque abaixar a arma.
* * *
Abro a porta, está escuro, silencioso, estou sozinha em casa. Calço minhas pantufas, visto minha camisolinha rosa e vou dormir, sem saber se me sinto aliviada por ter me livrado de mais essa, ou frustrada por meus próprios sentimentos de perseguição, que mais uma vez me provaram que a) eu ando imaginando coisas demais e b) terminei de ler "O Falcão Maltês" na hora certa, ou, antes que a coisa fugisse ao meu controle.
Boa menina.
Agora é só eu NÃO emendar com aqueles livros do Lovecraft, senão eu nem quero saber o que vou imaginar quando chegar em casa de novo..

domingo, abril 06, 2003

Sunday Morning 1
"Sunday morning, praise the dawning / It's just a restless feeling by my side / Early dawning, Sunday morning / It's just the wasted years so close behind
Watch out, the world's behind you / There's always someone around you who will call / It's nothing at all" - "Sunday Morning", Velvet Underground
* * *
Sunday Morning 2
"Domingo de manhã / saí pra caçar rã/ foi quando à minha frente apareceu a sua irmã / que saaaaarrrooooo!!! AAAAAUUUU!!!" - "Posso perder minha mulher, minha mãe, desde que eu tenha o rock'n'roll", um dos melhores títulos de música da história, tinha que ser Mutantes.
* * *
Manhãs de domingo são boas pra ficar rindo igual a uma idiota do Patolino sapateando com o Pernalonga. Assim, sozinha, na sala, tomando groselha e rindo pra carajo, lendo o Globo de hoje e as análises sobre o que os ministros do Lula têm feito nesses primeiros meses de governo, e fazendo.. errrm... exercícios.
* * *
Issa!!!
* * *
Porque eu tenho 25 anos e não freqüento academia por NADA nesse mundo. Nada. Não curto o ambiente, e muito menos a trilha sonora. Ainda se alguma academia do RJ tomasse a brilhante iniciativa de fazer aulas como as da Punk Rock Aerobics.. durante o mês de abril, elas ministrarão as aulas ao som do primeiro disco dos Ramones.. elas já deram aula no CBGB's com o J. Mascis e o Evan Dando fazendo cover de Ramones, porra. Imagina a gente pulando ao som de Carbona no Empório, o Henrique cantando "Garopaba Go" e a molecada fazendo spinning, que foda? Mas não. São sempre aqueles corpos sarados e morenaços ao som de tum-ti-tum-tchi-tuns insuportáveis, ou então as aulas de velhinhas (onde, pelo meu preparo físico, eu poderia me enquadrar facilmente).
/Me out.
NUNCA fui dada a esportes. Pergunte só ao meu pai, que penava pra me manter dois meses na natação.
Sacrifício é uma merda. Atividades físicas são legais quando dão prazer, não é pela obrigação de ficar com um corpo "bonito" - bom é quando você faz pra se sentir bem, pra ter preparo pra subir oito andades de escadas quando falta luz, pra correr atrás do ônibus que só passa de hora em hora. Sou a favor da não-agressão, sabe? Então, um dos meus negócios é andar de bicicleta na praia, ouvindo Lynyrd Skynyrd ou Creedence. Outro dos meus negócios é colocar qualquer coisa animada, de Dick Dale a Bad Manners, passando por Kiss, no som, e dançar compulsivamente. E agora tento adquirir outro hábito: pequenos halteres de 3kg, comprados na liquidação da Casa & Video, para exercitar a parte interna dos braços (aquela que balança quando eu dou "tchau"), enquanto vejo Cartoon Network ou enquanto leio um bom livro. É bom que me obriga a tirar 40 minutos por dia para exercitar o intelecto ou, pelo contrário, para me ver livre de toda e qualquer informação relevante.
O problema é que essa maratona de aniversário do Cartoon me faz abstrair totalmente dessa história de exercício quando ouço aqueles jazzinhos de trilha sonora incidental ou, pior, quando fico horas rindo de uma determinada cena de um desenho que já vi milhares de vezes. Aí, meu irmão, é hora de pensar seriamente em mudar a modalidade. Ou mudar de canal. Ou largar de vez essa idéia de geração saúde e enfiar o pé na Heineken. Eu mesma não sei, mas vocês certamente vão ficar sabendo.

sábado, abril 05, 2003

Nessas horas dói ser pobre
Dia 5 de julho de 2003 é *O* dia: reunião extraordinária dos Stray Cats num festival da Califórnia.
Lia, ainda está em tempo. Você tem três meses para VIRAR aeromoça. Vamos lá, força, garota, corra atrás dos seus ideais!
* * *
Bem, se eu corresse mesmo atrás dos meus ideais, eu seria aeromoça.. ou detetive particular. Pensando bem..
Na minha modesta opinião (que eu sei que ninguém pediu, mas quem entra aqui por link direto, e não porque está procurando a Viviane Araújo pelada ou a Sabrina Big Brother, deve estar preparado para ouvir minha opinião, que na maioria das vezes não vale um tostão furado), todo mundo deveria ter uma coletânea dos Ventures, aquela que tem "Walk Don't Run", "Perfidia", "Rebel Rouser" e "Let's Go". O que mais vier junto é lucro, o melhor lucro que vocês podem ter.
* * *
Big Brother
Não. Não vi nem um diazinho sequer do programa da Globo.Me refiro ao livro "1984", de George Orwell, mesmo. É que ontem fui à Caixa Econômica Federal dar entrada no meu pedido de saque de FGTS.
A Caixa, de posse de um cartão e do número do meu cpf, sabe onde trabalho e quanto ganho. Sabe a data da minha admissão e do meu desligamento do trabalho anterior. Sabe o endereço das duas empresas que já assinaram minha carteira de trabalho e, logicamente, os nomes de seus diretores. Sabe quanto tenho direito a retirar. E, como este mundo é um OVO, sabe qual o apelido de infância da Coordenadora Técnica lá do Centro de Treinamento.Não é assustador?
* * *
Sabe o peixe, símbolo cristão? Pois é, aqui no Atheists.org há uma bela explicação para o peixe adotado pelos católicos.. é um símbolo pagão de fertilidade e sexualidade. Bonito isso, hum? A história completa está .
* * *
Não acho o Hugh Jackman essa coca-cola toda, mas não posso deixar de manifestar meu apreço pelo visual hillbilly adotado pelo personagem Wolverine, em fotos do filme "X-Men 2". O homem está simplesmente um pitéu de jeans, camiseta branca pra dentro da calça, fivelão no cinto e topete. Ô lá em casa!
* * *
Vudu é pra Jacu
Quer mandar uma bonequinha de vudu para alguém? Mande por e-mail! (esta já é a terceira bonequinha de vudu que eu posto no blog, me amarro nessas coisas, e ainda tem gente que pensa que é pessoal.. ah, a paranóia!)

sexta-feira, abril 04, 2003

Vocês pediram.. não tive culpa!

..e não é que tem mesmo a ver??

quinta-feira, abril 03, 2003

Coisa bunita é isso aqui.
* * *
Não vou encher o saco de vocês com meus problemas (que, atualmente, não são poucos). Ninguém vem aqui pra ler lamentações, e eu muito menos - em vez de reclamar da vida, prefiro agir, sabe?
Então olha, pra você que é gente grande (ou se passa por tal), talvez isso aqui interesse:
# IndieCentre.com - nada a ver com "ser indie", "gostar de Belle & Sebastian" ou outras coisas do gênero. Indie é abreviação de "independente" - e neste site você encontra TUDO, mas TUDO o que você precisa para gravar e divulgar sua banda ou montar / divulgar seu selo. Os endereços são gringos, sim, mas o passo-a-passo é que é O lance.
# Você declara imposto de renda? No site da Receita Federal tem todas as informações sobre status do seu CPF, melhor até do que o tal do ReceitaFone. Precisa regularizar? Vai se declarar isento? A Receita explica.
# Acorda às sete pra trabalhar/ estudar? Passa o dia todo fora e não tem tempo de ler jornal, e ainda fica repetindo "eu devia me manter mais atualizado" o tempo todo? Seus problemas acabaram com o resumo diário das notícias do dia, dos principais jornais do país.
# Eu amo o rock mas o rock não paga meus impostos. No entanto, se eu pago impostos, vou é aproveitar os programas que a prefeitura/ o governo me oferecem:
- O Centro Cultural Banco do Brasil tem exposições gratuitas. No momento, está rolando uma exposição de Rembrandt. O Centro Cultural da Light também costuma ter exposições interessantes, fui a uma da Cindy Sherman há uns tempos que me deixou encantada.
- O Theatro Municipal do Rio de Janeiro tem uns recitais com a Orquestra Sinfônica aos domingos, por apenas R$5,00.
- Em Niterói, o Cinema da UFF abriga o projeto "Música aos Domingos", com música clássica digrátis pra você.
- O Estação Odeon BR, ali na Cinelândia, está com sessões de cinema matinais nos fins de semana. Sábados e domingos, por volta das onze da manhã, rolam filmes cool para crianças-cabeça ("Mon Oncle", com o Jacques Tati, já passou) pela módica quantia de dois reais.
- Todo último domingo do mês, os teatros da prefeitura cobram apenas R$1,00 de entrada.
- A feira do livro é itinerante e agora está.. não sei onde está. Mas costuma passar pelo Largo da Carioca, pela Cinelândia, por Copacabana e por Ipanema. Dá pra achar livros incríveis de até R$5,00. Tem também este guia de sebos e brechós da cidade (todos com site), este aqui, nenhum com site mas todos excelentes, e ainda este link, cheio de sebos de discos.
- R$90,00 reais de academia? Com três meses de academia você compra uma bicicleta razoável, e tem a orla do Leme ao final do Leblon à sua disposição. E nunca mais precisa pagar para fazer exercícios.
* * *
Por hoje é só, p-p-pessoal.
Se eu fosse você E carioca, colocava este post no bookmark. E se eu fosse você em outra cidade, procurava saber o que tem de bom, barato e interessante por aí.

quarta-feira, abril 02, 2003

E o Demolidor..
..nem é essa bomba completa que todo mundo fala.
Afinal, o que você espera de uma maldita adaptação de quadrinhos?
Edição frenética (bicho, só porque o herói é cego, eles editam as cenas de ação de modo que o espectador também não enxerga necas), coincidências absurdas (olha só, o cara que mata o pai de Matt Murdock é o mesmo que..), vilão caricato.. mas afinal, é só uma adaptação de HQ, cacilda! Não tem a mínima obrigação de ser um filme cabeça com um roteiro bem amarrado e personagens secundários verossímeis!
Ok.. nem tudo é perdoável em "O Demolidor" - o filme definitivamente perde a moral quando, num arroubo de pedantismo, os coadjuvantes têm sobrenomes como Quesada, Lee e Kirby.
Mas até isso se perdoa (mais ou menos, o estuprador José Quesada está entalado aqui, ó..) quando você tem House of Pain na trilha sonora.. te lembrando que você teve adolescência.
* * *
E a Elektra Assassina, ó, não é de nada. Não mata UM. Mu-lher-zi-nha.
* * *
Quero ver é quem vai ser macho o suficiente para adaptar Lobo, O Maioral.
Quem você gostaria de ver no papel do Lobo????

(foi mal, galera, só achei o Lobo de pelúcia. Lobo. Brutamontes. Pelúcia. Pureza. Tudo a ver, heh)
* * *
E se adaptassem Badger, o Texugo??
* * *
Lemmy, do Motorhead, no papel do Lobo?? Continuamos aceitando sugestões.

terça-feira, abril 01, 2003

Classificados: GANHO máquina de costura (funcionando, lógico) ou compro baratinho. Quer se desfazer da sua e não sabe o que fazer com ela? A gente resolve!
* * *
Reza a lenda que as lendas vivas do rock nacional abalaram São Paulo e Santos em chamas.
Se você viu, mande seu relato para o fã clube da banda.
* * *

Curtiu essa imagem?

E essa?
Então você vai achar que esse é, definitivamente, o site do dia.
Este site está em novo endereço: visite www.liaamancio.com.br para novidades e updates!
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...