Este site está em novo endereço: visite www.liaamancio.com.br para novidades e updates!

segunda-feira, setembro 09, 2002

Não é porque eu assino a lista de discussão do Midsummer Madness ou porque vou de vez em quando à Loud ou à Casa da Matriz que vocês podem me chamar de indie.
Não, vocês não podem.
Hoje me dei conta que, de todas as versões de "Louie Louie" que eu conheço, a melhor é a do Mötorhead.
* * *
Ah, bons tempos aqueles antes do advento do gravador de cd-r, eu era sócia numa locadora de cds, e o primeiro cd que aluguei - e passei logo pra fita, fiz capinha preta com encarte em xerox e tudo o mais - foi o "March Or Die".
* * *
Também gravei uma coleta do The Clash, gravei o Ramones Mania, Beach Boys e, confesso, Guns And Roses.
* * *
Mas o que eu ia dizendo é que não consigo chamar Mötorhead de HEAVY METAL. Heavy Metal pra mim é um som pesado, e Mötorhead não é tão pesado assim, as guitarras não são TÃO distorcidas, está mais pra "rock de caminhoneiro" do que pra "música de metaleiro". Mas enfim, quem sou eu pra definir alguma coisa, não é mesmo?
* * *
Gabriel Hauck, jornalista amigo meu, esteve no Greenrock Festival e cobriu pro Conga Conga Conga. A matéria ficou foda, leia aqui. Também no Conga Conga Conga, Jerry Lewis (um de nossos nerds preferidos no cinema) foi internado e até pensa em suicídio, por causa de sua fibrose pulmonar. Leia mais no Conga Conga Conga News.
* * *
Você ainda crê na humanidade? Eu não.

Nenhum comentário:

Este site está em novo endereço: visite www.liaamancio.com.br para novidades e updates!
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...