Este site está em novo endereço: visite www.liaamancio.com.br para novidades e updates!

quinta-feira, maio 29, 2003

Esclarecendo..
"Essa do Pink Floyd" foi o primeiro hoax-de-internet com o qual tive contato, há uns seis, sete anos, quando comecei essa vida de nerd.
Pra quem (ainda!) não conhece, alguém entrou numas de que o disco "The Dark Side Of The Moon" sincronizava perfeitamente com as imagens do filme "O Mágico de Oz", e vários otários (eu inclusive!) tentaram durante um bom tempo. "Coloca o disco pra tocar depois da terceira rugida do leão!", "Só dá certo com cd", o fato é que até hoje não conheço viv'alma que tenha conseguido essa sincronia entre imagens e música.
Embora, é claro, todo mundo garanta o perfeito funcionamento dessa brincadeira.
* * *
Ainda respondendo aos comments..
Munchkins são aqueles duendes graciosos do filme "O Mágico de Oz", aqueles que se apresentam para a Dorothy em grupos (como a gangue do pirulito), cantam "Follow the yellow brick road" e vibram porque a casa da menina matou a bruxa má do oeste.
Acabei de descobrir que Munchkin também é uma raça de gato.
* * *
E por falar em gato, qual é o tempo médio de vida de um gato? E por falar no hoax do Mágico de Oz, alguém conseguiu?
Maluuuuuco, quanta notícia bombástica!
* * *
Ruins? Não.. nem um pouco.. apenas bombásticas. É uma atrás da outra. Tem um furacão passando. Ainda não aprendi a lidar com essas coisas..

terça-feira, maio 27, 2003

Filme do Lobo.. é verdade!!!
Lobo, o Maioral, tem uma adaptação para o cinema.. ou melhor, vídeo e dvd, já que "The Lobo Paramilitary Christmas Special", a adaptação da história em que o Coelho da Páscoa contrata Lobo para matar Papai Noel, é *apenas* um trabalho de conclusão de curso - o que, a julgar pela instituição de ensino, é sinônimo de qualidade.
O diretor Scott Leberecht, funcionário da Industrial Light & Magic e fã do personagem mais freak da DC Comics, já tinha "Sleepy Hollow", "Flubber" e "Spawn" no currículo, mas nunca havia dirigido um filme.
A única limitação era a módica quantia de $2.400,00 - as cenas de violência extrema tornaram-se inviáveis, o filme não tem mais de 14 minutos de duração.. mas já quebra tudo, como vocês podem ver nas fotos a seguir!
* * *
Deu no NY post:
Road Dahl.
Pra quem não sabe, é o sujeito que escreveu o conto "Charlie And The Chocolate Factory", a história do menino que vai visitar uma fábrica de chocolates muito, ahn, peculiar. Road Dahl também é o autor do roteiro da adaptação de seu conto, o filme de 1971, "Willy Wonka And The Chocolate Factory", aqui conhecido como "A Fantástica Fábrica de Chocolates". Reza a lenda que Dahl não ficou nem um pouco satisfeito com o filme, que ganhará uma adaptação - já em fase de negociações com a Warner Bros.
Ok, "Willy Wonka" já é o filme perfeito, não precisa de remakes - mas já que é pra ser refilmado, que seja: aqueles Oompa Loompas apavorantes, e aquele jeitinho meio demoníaco de Willy Wonka serão dirigidos por ninguém menos que Tim Burton.
O-ba.
* * *
Munchkin Suicida em "O Mágico de Oz!"
[Lia]
LÊ ISSO
http://www.straightdope.com/classics/a5_016.html
[Ozzie] caraca, deu vontade de ver o filme, tu viu isso?
[Lia] hahahahaha eu tenho o filme em casa, nunca reparei
[Ozzie] porra, demoro, indo mesmo no Rio voce coloca isso em slow motion para eu ver [risos] aproveitamos e revemos com Pink Floyd ao fundo [risos]
[Lia]nah
essa do pink floyd eu já tentei, furada
[Ozzie] serio? nao sei o que me assusta mais, o fato de voce ter testado isso ou de ter o filme em casa [risos]
[Lia] devia te assustar é o fato de eu ter o dark side of the moon, do pink floyd!!!!
[Ozzie] po, mas ai ate eu tenho. tem algo de errado conosco?
[Lia] hum
algo me diz que tem.

domingo, maio 25, 2003

Curioso é que logo depois de escrever esta homenagem a Copacabana, volto para casa e passo pelo Fausto Fawcett.
* * *
Momento Jabá Saudável
A Reverb Brasil, associação brasileira (sério, cara) que cuida dos interesses do pessoal que curte e toca surf music no país, sempre arrumando palcos e shows e coletâneas e trocando informações e divulgando suas bandas (isso é o que se pode chamar de uma cena), tem também um programa de rádio. Neste site você pode baixar as faixas de bandas brasileiras que tocaram no programa. Eu, se fosse você, não dava esse mole.. temos bandas excelentes por aqui, viu?
* * *
Aproveite e explore o resto do site, percorra os links, descubra as outras bandas e leve-as para tocar em sua cidade :)
* * *
E a boa de ontem..
..acabou sendo mesmo a Loud, e o show do Ultramen (quebra TUDO essa gauchada, hein?) e reencontrar pessoas que não via há tempos (Rita!!!), e pessoas que me são apresentadas toda vez que nos encontramos, e ver uma amiga e um amigo improváveis fazendo um casal-perfeito.. e como eu não resisto mesmo a um belo par de bochechas e acho que boa companhia é essencial, mesmo quando sei que vou encontrar pessoas conhecidas a cada passo que eu dê no recinto, gostaria de agradecer ao Björk de Havilland, meu amigo sueco, quer dizer, dinamarquês, parente da sensacional Olivia de Havilland, que me agüentou por horas a fio e ainda me deu a maior cobertura na hora de (musiquinha de "Missão Impossível") fugir das investidas de uma figura clássica da noite carioca, amigão meu, mas que INVESTE PESADO nas chicas que encontra.
É isso aí, Björk!!! Continue assim!!
* * *
Velha. Eu. É.
Aí a Pitty, uma das atrações da noite, resolve tocar uma cover "que todo mundo conhece" - e manda "Love Buzz", do Nirvana.
Cine Íris cheio, e apenas meia dúzia de gatos pingados cantando junto essa música em especial.
Jovem não conhece Nirvana. Essa geração mais nova que vai a shows agora conhece "Smells Like Teen Spirit", "Lithium" e meia dúzia de hits da banda. Podem até usar camisetas de Kurt Cobain e cia., mas Nirvana não embalou suas primeiras fodas, seus primeiros baseados, seus primeiros shows de rock.
Foi então que senti o peso da idade. Heh heh.
* * *
E ontem eu havia comentado de como bandas excelentes desaparecem, quando seus integrantes deveriam mais é viver de música, porque são talentosos e gente finíssima - e isso me entristece demais. Conhecer figuras como o Marco e não ouvir Djangos ex-Los Djangos ex-Kamundjangos ex-Corações e Mentes ad nauseum me deixa triste - eles têm um segundo cd foda que não foi lançado, e tudo o que a garotada precisava era ouvir isso. Assim como o segundo cd do Acabou La Tequila, outra banda sumida dos palcos da cidade.
Eis que, depois de lembrar com nostalgia dos shows dos Djangos, que lavavam a alma de quem assistia, leio no blog do André (outro belo par de bochechas, hi hi) que hoje tem MC´s HC, Djangos e Zumbi do Mato no Space Rock Festival, a partir das 16h no Palácio do Pagode (próximo ao Madureira Shopping).
Que line-up foda!! E ainda dá pra sair de lá e ir direto para o Existe um Lugar (Estrada de Furnas - 2.995 (na subida para o Alto da Tijuca), às 21h, ver Netunos e Jimi James.
Depois a gente reclama que não tem show bom nesta cidade.
* * *
A Bienal termina hoje
..e eu não fui.
Não fui porque é longe e porque eu não vou comprar nada lá, basicamente por isso. Então meu auto-controle fala mais alto e vou passear na feira do livro da Cinelândia ou em sebos da cidade.. eis que achei O Livro De Etiqueta de Amy Vanderbilt, por míseros dez reais.
Dez reais para aprender a me comportar como uma lady, acho razoável. Vou ali buscar e já volto.

sexta-feira, maio 23, 2003

Não sei como as pessoas podem ter tanto preconceito com Copacabana.
Sim, há putas, há mendigos, há pivetes, e há pessoas que se incomodam com isso e por isso odeiam Copacabana (mas, lógico, não fazem nada pra mudar a realidade dessas pessoas, mas hoje eu não estou em clima de dar esporro de cunho social).
No entanto, o bairro que aceita todos os tipos de gente de todas as classes sociais é o bairro onde eu trabalho, o bairro onde eu saio pra me divertir e, bem, aqui pertinho, todos os dias quando saio pra almoçar, eu vejo o Clóvis Bornay e sua peruquinha laranja, e me dá vontade de dar um abraço nele e agradecer por ter feito todas aquelas fantasias que encantaram minha infância e certamente ajudaram a me tornar uma pessoa melhor.
E eu fico com vergonha, mas no fundo, no fundo, acho que isso o deixaria feliz.

quarta-feira, maio 21, 2003

Meus filhos serão rock'n'roll
Que os irmãos Mothersbaugh (leia-se Devo) faziam a trilha incidental de Rugrats, o desenho, eu já sabia.
Que tem cover de Blondie na trilha de Rugrats, The Movie eu também já sabia.
Que a música-tema de Space Ghost Coast To Coast é do Man.. or Astroman? e a das Meninas Superpoderosas é do Bis, não é novidade.
Agora, BOB ESPONJA dançando "Rock Lobster", do B52's, nas vinhetas do Nickelodeon.. é novidade pra mim.
Emocionante.




A BALA, minha filha, é a representante na internet do jornalismo orlando orfei. E agora a gente vai fazer um informativo da revista. Ou seja: uma vez por semana, quem se cadastrar vai receber um email com os links pro que rolou durante aquela semana. Quem estiver a fim, é só me mandar um email com o subject BALA.

terça-feira, maio 20, 2003

Eu ia colocar aqui a letra de "From Me To You", dos Beatles, e dedicar para uma meia dúzia de duas ou três criaturas (que não lêem isso aqui), porque estava vendo o vídeo dessa música, eles (os Beatles, não a meia dúzia de dois ou três) tocando ao vivo em 1963, e tive essa brilhante idéia.
Mas aí mudei o foco e resolvi falar de como eu consigo ficar olhando por horas e horas o Ringo, tocando bateria daquele jeito, sorrindo daquele jeito gentil e fazendo aquela carinha ao mesmo tempo de idiota e de menino sapeca brincando de fazer barulho.
Então esqueci que tenho meia dúzia de duas ou três paixões-to-be e declaro que estou sofrendo de paixão reincidente por esse baterista narigudo de franjinha, por quem já tinha caído de amores quando assisti a "A Hard Day's Night".. se fosse possível congelar o tempo e manter Richard Starkey, a.k.a. Ringo Starr, assim até hoje, só para eu conhecer o sujeitinho com a visage que me povoa os sonhos..
* * *
Não. Não acho que o Paul McCartney seja o melhor beatle. E também não acho que os Beatles sejam melhores que os Beach Boys!

comprem, gravem, roubem ou baixem este disco!
* * *
E como tudo se relaciona, na Inglaterra, como aqui, só existem 17 pessoas (entre as pessoas daqui, três são o Pedro Giglio, como ouvi esses dias): o especial de tevê "Our Show For Ringo Starr" leva Graham Chapman (um Monty Python, pra variar só um pouco do Assunto da Semana) e Douglas Adams nos créditos.
* * *
Quando o produto é bom eu babo o ovo mesmo. Mas é que a Revista Bala é o que há em matéria de jornalismo-foda-se, é sim.
* * *
Sonhei com escola experimental (como a que estudei na infância), com a diretoria da empresa onde trabalho hoje e com a insegurança de atravessar a rua no bairro do Rio Comprido.. algo me diz que preciso repensar algumas coisas.. urgentemente.
* * *
Olha, a vida é difícil. A gente rala pra caramba e demora anos para se recompensado - QUANDO é recompensado. Ou reconhecido. Ou o que seja. A vida é feita de escolhas, eu fiz as minhas, e estou trilhando um caminho difícil, sim. Sabe, EU escolhi isso. Escolhi sair debaixo da asa dos pais, resolvi escolher uma carreira, resolvi correr atrás do que quero, mesmo que demore. Não é bolinho, não, viu? Mas quer saber? Reclamar não adianta N-A-D-A.
Por nada não, mas é que como tem gente reclamona no mundo, hein? Minha santa..

segunda-feira, maio 19, 2003

"Meu blog é mais legal que o seu".. hah hah, me faltava essa agora, hah hah.
Crianças..
* * *
Então ontem fui assistir a "Tiros para Columbine", ou "A Vingança do Pierrô", ou "Bowling for Columbine" ou.. não importa o título, o que importa é que vemos o retrato de um povo estúpido - e o nosso, infelizmente, não fica atrás.
Michael Moore tenta achar respostas para o comportamento violento de seu país - em certos casos, de segregação social/ racial, pode-se até tentar justificar certos tipos de comportamento - mas mesmo assim, não adianta, não justifica. Agora, o que leva dois garotos de classe média alta a entrar atirando na escola?
O filme destrincha todas as possíveis respostas para essa pergunta: de Marilyn Manson (um dos melhores depoimentos do filme) ao fato de que balas podem ser compradas por crianças na Wal*Mart, e leva outra interrogação: por que raios no Canadá, onde as pessoas têm as mesmas facilidades de assistir a filmes violentos e ter porte de armas, isso não acontece?
A resposta, amigos, está no medo e na paranóia. Não é a história do país que é violenta. Até aí, a Alemanha também é. É uma história de violência baseada no medo do desconhecido.
E o que justifica o medo e a violência no Brasil, cacete?
Então comecei a pensar na semelhança histórica entre os dois países. Tanto nós quanto eles somos colônias. A resposta pode estar por aí: no fato que pessoas eram tiradas de seus países de origem para construir algo no meio do nada. No caso deles, vieram porque quiseram, vieram em busca de liberdade. No nosso caso, vieram degredados, criminosos, gente que não era querida pela matriz.
E tanto os ingleses que chegaram no Novo Mundo como os portugueses que pensaram ter chegado às Índias mataram nativos a rodo.
A História explica, sim. Mas acho que o fato de tanto os Estados Unidos como o Brasil estarem em cima de verdadeiros cemitérios indígenas pode explicar muita coisa.
* * *
E o "Separados no Nascimento" de hoje é mais conceitual: Julia Almeida é a Tori Spelling da tevê brasileira.
Não bastasse a ligeira semelhança de traços, o nariz abatatado, a boca larga.. há também o fato "sou filha do diretor/ autor, e fiquei famosa às custas de papai!".

E o crédito da descoberta é de Mãe Rach. Valheu, Mãe Rach!
* * *
Quinta feira passada morreu June Carter, mulher de Johnny Cash, aos 73 anos, de complicações respiratórias. Descanse em paz, June.
* * *
Feliz aniversário, gatona!

domingo, maio 18, 2003

Lembra que eu falei aqui outro dia sobre o Mucha Lucha?
Agora passa no Cartoon Network! Oba!
* * *
Por que raios eu rio sozinha toda vez que vejo o Zé Colméia vestido de baiana dançando "A Tisket A Tasket"? Eu daria um abraço em quem teve essa brilhante idéia.
* * *
Colocar no checklist: lembrar de não arrumar mais namorados viciados em séries de tevê por assinatura. Exceção: "Monk" está liberado.
* * *
E ontem começou oficialmente a Maratona Particular Monty Python, com o clássico "O Sentido da Vida".
Quase chorei na cena em que o apresentador de tevê sai da geladeira e começa a cantar "The Galaxy Song". É, me emociono por tão pouco..
* * *
Pra alegria de alguns scums, não tive saúde para encarar a Alien Nation na Nautilus. Uma pena. Como comentei com minha amiga Fernanda (e aproveitei para lembrar de passagens históricas de dez anos atrás), seria engraçado ver algumas reações.. oooopss!!
* * *
Vou fazer uma wishlist também. Afinal, nada impede que sua avó tenha um flamingo rosa de cerâmica encostado no quintal de casa, e precise desesperadamente se livrar deste incômodo. Ou um gato de louça, com aqueles olhos enormes. Ou uma boneca havaiana que rebola. Ou ainda um banquinho de plástico daqueles tipo ampulheta. O lixo de alguns pode ser a alegria kitsch desta que vos escreve.

sexta-feira, maio 16, 2003

Poxa.
Eu falo aqui das contribuições culturais que meu pai trouxe na minha vida e esqueço de citar uma das que bateram mais forte, trazida pela minha mãe:
A Noite Em Que Mamãe Alugou "Monty Python E o Cálice Sagrado" pra gente ver.
Eu devia ter uns oito, nove anos, e torci o nariz. "Inglês, mãe? E inglês sabe fazer comédia?"
Mordi a língua.
De tanto rir.
A história das lhamas nos créditos iniciais já me desconcertou. A luta do Cavaleiro Negro. A bruxa sendo pesada. A ponte. "What's your quest?" "To seek the Holy Grail!". O coelhinho. As vacas sendo jogadas. Que filme, que lazer!
Depois disso foi só ladeira abaixo.
E essa semana, voltando às minhas origens, resolvi que era questão de honra baixar "O Cálice Sagrado", "A Vida de Brian" e "O sentido da vida". Ainda falta "O Sentido da Vida", mas a Maratona monty Python no meu micro pode começar essa semana mesmo.
* * *
Fui ver o eclipse com meu amigo Gustavo.
Não sei se é a lua, essa coisa mágica, mas o fato é que nunca falei tanta abobrinha. Aguardem compilação. "Como nasce um nerd" vai virar matéria para meu zine, e "Como adolescente sofre" vai virar.. sei lá o que vai virar. Mas preciso desenvolver isso.
Isso aí.

quinta-feira, maio 15, 2003

..e daí que acabei de voltar do cinema. Carandiru. E daí que é foda e não sei se vou conseguir dormir em paz. Acho que preciso ver mais uma sessão de "Rocky Horror Picture Show" pra alcançar a paz de espírito.

..e daí que eu falei pra minha amiga Lenora que iria ver "Cidade de Deus". Até fiz piada que ela estava baixando o rap da Cidade de Deus, de Cidinho e Doca, do meu micro. Inclusive eu cheguei no cinema pedindo ingresso pra "Cidade de Deus". O maluco da bilheteria, me olhando com uma interrogação na testa, e eu mais encucada ainda, porque eu tinha lido no jornal. Saí do Cinemark e fui andando até o Estação Botafogo pensando "porra, será que o jornal está errado? Peraí, eu JÁ VI Cidade de Deus, o que tá rolando? Qual é mesmo o filme que eu vou ver?".

Andei com essa incógnita, como se eu tivesse acabado de entrar numa dimensão espaço-temporal diferente da minha, até a Voluntários. Só na bilheteria do cinema, quando li o nome do filme, que lembrei: "Carandiru".

Nem parece que hoje almocei sushi, que dizem que peixe é bom pra memória. Foi o lapso mais sinistro que já tive nesses 25 anos de bolas dentro e bolas fora, espero sinceramente não ter outros desse, mas a vida é feita disso e daqui pra frente as coisas tendem a piorar. Espero que o fato de ter ficado tonta algumas vezes à noite não tenha nada a ver.

E daí que estou de saco cheio do meu blog, de escrever pros outros lerem. Perdeu a graça. Mas só de sacanagem, enquanto não preparo um fim decente, vou postando algumas considerações sobre a vida, o universo e tudo o mais (42!!). De qualquer forma, isso aqui ainda vai durar um bocado e, pra infelicidade de algumas pessoas, continuarei viva e quicando - só que aqui, que vai voltar a ser prioridade na minha vida.

terça-feira, maio 13, 2003

..e a gente aqui discutindo indie!!
- Eu sou pós-punk, minha filha!
Assim dizia meu pai, no auge das calças baggy roxas-metalizadas, enquanto se arrumava para sair com sua namorada vestida de Gang Rio e Yes, Brazil, em meados dos anos 80. Para onde eles iam? Morro da Urca, lógico! Eles foram ao Rock in Rio e eu fiquei em casa. Lógico, eu tinha sete anos. Pra mim, era época de colecionar tirinhas d'As Cobras da Revista de Domingo, de assistir Realce na tevê e de, do alto de toda a minha inocência pueril, fazer trabalhinhos manuais em casa.
Como o quebra-cabeça que fiz para meu pai, com uma foto do Crepúsculo de Cubatão.
Papai guarda isso até hoje.
* * *
Na minha cabeça, "pós punk" tinha algo a ver com aquele rock pauleira do Gilberto Gil, "Punk da Periferia", que dizia "sou o punk da periferia/ sou da Freguesia do Ó, Ó, óóóó/ aqui pra você!". Mal sabia eu que um dia iria namorar um rocker topetudo da Freguesia do Ó; que meu pai casaria com essa namorada e teria uma filha linda; que Gil NÃO ERA PUNK; e que meu pai estava tirando sarro da minha cara quando dizia isso - as coisas se misturaram na minha cabeça de tal forma que só hoje, lembrando desse rótulo esdrúxulo - papai era, na verdade, new wave.
* * *
Nessa época, ele ouvia Obina Shock. Por deus, alguém lembra de Obina Shock? Qual é a média de idade de quem lê isso aqui??
* * *
Os anos 80 tinham lá seu valor!
Nem tudo estava perdido: papai também tinha um lado meio cool anos 80, uma coisa assim meio filme do Jonathan Demme, que hoje percebo que herdei dele: essa coisa meio yuppie de ouvir Peter Gabriel, Nouvelle Cuisine e Tin Machine, de ser fã do Altman e do Cronenberg daquela época.
* * *
Outra coisa que herdei daquela época foi o senso de humor da Chiclete com Banana e da Circo: eu era novinha, não entendia lhufas, mas já lia assim mesmo. E fui me preparando para lidar com a realidade cínica e sarcástica de um adulto nos anos 2k.
* * *
Momento Autocrítica
Dá pra entender agora que meus óculos pretos de aro grosso não são óculos-de-indie, e sim dos tipinhos inúteis, aquela série de personagens supostamente vanguarda paulistana do Angeli?
Ahn, bom.
Então é isso.
Eu sou um tipinho inútil.. por que algumas pessoas se preocupam tanto com minha vida, afinal?

domingo, maio 11, 2003

Domingo é dia de visitar a mãe em Niterói, e segunda prevejo que o ritmo de trabalho será descompensador. Então, amiguinhos, fiquem com os links da tia Lia até 2a de noite,quando o mundo voltará ao normal!
* * *
Imagine estar num avião, de repente o estômago começa a embrulhar.. tudo roda.. e você cata desesperadamente o saco de vômito. Aí vem AQUELA golfada espetacular, mas não é suficiente para encher o saquinho. Sua cabeça ainda roda, e você está olhando para o artefato numas de "vou gorfar", "não posso jogar fora, posso precisar daqui a pouco".
O projeto Design For Chunks trata exatamente disso: estúdios de design dão um tratamento especial ao nosso querido saquinho de vômito: uns artísticos, outros bem divertidos e escrachados, mas todos com um design espetacular em comum. Dica da Coelha.
* * *
E não é só isso!
Este site tem uma lista interminável de objetos as seen on tv - desde Facas Ginsu até vídeos de Tae Bo.. imperdível.
* * *
Nasceu!!

A Herói, melhor revista de HQ/variedades nas bancas, passou uns meses fora do ar, para reformulações. Cresceu a média de idade do público alvo, mudou (para melhor) a linha editorial, e agora volta às bancas.. saca só as matérias deste número.
Oba!!
* * *
EXTREME TOSCO!!!!!
A amiga Kamille fez minha semana mais feliz, passando o site do Maestro Ney. Não há palavras para descrever essa maravilha da informática. Há várias seções, desde fotos do Maestro, até uma seção de mp3 com o fino da MPB. Demanda tempo para explorar tudo o que o Maestro Ney tem a oferecer, mas garanto que vale a pena. Essa é pra colocar no bookmark.
* * *
Saudades da musiquinha que sacaneia os Backstreet Boys? Acompanhe a letra.
* * *
Se você tem uma boa conexão, recomendo entrar na busca de vídeos do Kazaa e digitar Devo. Sai cada coisa que até Deus duvida.
* * *
E feliz dia das mães para as mães que por acaso passam por aqui!!

sexta-feira, maio 09, 2003

Alívio!
CPF: 0XX.XXX.XXX-11
Nome: LIA PORTOCARRERO AMANCIO
Situação Cadastral: REGULAR
Não regularizou seu CPF ainda? Nem sabe se ele está regular ou não? Procure saber. Nem que seja pra desencargo de consciência.
* * *
Então, contando um sonho para um amigo, e diante da resposta ("Caralho" Que coisa mais bizarra!!"), a surpresa ficou por minha conta quando me toquei de que aquele era pelo menos um dos mais verossíveis, com lugares que existem e pessoas conhecidas. Abstraindo o fato de que aquele consultório médico com cara de diretório acadêmico de faculdade de comunicação é sonho recorrente, uma represa PODE estourar no meio da PUC, entende?
De qualquer forma, já tive sonhos melhores e mais elaborados, mas estou trabalhando nisso e escrevendo O Grande Livro dos Sonhos: cada sonho da noite anterior, anoto na hora de dormir do dia de hoje - e sonhos antigos e surreais, dos quais me lembro pefeitamente, também entrarão. É um daqueles cadernos de folhas brancas para permitir colagens e ilustrações. Porque em algum lugar, disseram que se você prestar atenção nos seus sonhos, se lembrará melhor deles.. e os meus realmente são fontes de inspiração para muita coisa.
* * *
O Preço da Fama
Ai..
Estou me segurando.. lançar todo o meu sarcasmo pra cima de um PEIXE PEQUENO que resolveu implicar comigo de graça é bastante tentador.. por outro lado, comtinuar ignorando a existência da criança é bem melhor. heh heh.

* * *
O sujeito que repassou não citou a fonte - publicada ou não, essa matéria sobre o que os parentes do Hiro andam fazendo é genial:

Seita japonesa diz que mundo termina na semana que vem
A líder da seita Laboratório da Onda Pana é uma paciente terminal de 69 anos, que acredita ter adoecido por causa da ação de ondas eletromagnéticas. Prevenido, o pequeno grupo de seguidores, de apenas 50 pessoas, se protege com roupas e máscaras brancas.
Eles afirmam que o mundo vai acabar na quinta-feira da semana que vem, dia 15 de maio, mas não explicam direito as razões de uma previsão tão pessimista. Só dizem ter certeza de que, nessa data, o planeta será devastado por uma série de desastres naturais, incluindo terremotos e maremotos.
Nas últimas semanas, a polícia japonesa acompanhou todos os movimentos da seita, que está perambulando pelo país. O medo é que eles repitam a ação de um outro grupo, a Seita da Verdade Suprema, que, há oito anos, matou 12 pessoas e feriu outras 5 mil num ataque com gás sarin no metrô de Tóquio.
* * *
Como coça essa cicatrização!! Putz!!

quinta-feira, maio 08, 2003

Jabá internacional



A dupla Sandy & Junior descolou uma oportunidade e tanto. Uma das músicas da trilha sonora do filme "Johnny English" - aquele com o eterno Mr. Bean dando uma de James Bond - foi gravada pelos irmãos mais chatos do país.

Se o filme já parece fraco, podemos com isso deduzir que dificilmente ele será um sucesso de bilheteria no Brasil. O que será que os executivos de entretenimento andam tomando no café da manhã?
(post editado posteriormente)
Fiz mais uma.
As costas latejam no lugar da nova estampa, e doem de ficar dois cds de rockabilly inteiros numa posição. Tudo bem. Posso agüentar. Falta dar uns retoques ainda, mas o GROSSO tá aqui. Lindão. Miau. ;)
(e de quebra, recebi uma visita super querida!)
* * *
A negação da existência
- "Não há vacas" (Hiro, sabe que eu ia colocar isso aqui mas achei piada interna DEMAIS? ;) )
- "No hay banda"
- "There is no spoon"
* * *
A Revista Bala está com uma promoção.. assim, humilde, mas de coração.
Taí.
Porque não pensei nisso antes para me livrar de alguns objetos que só ocupam espaço aqui?

quarta-feira, maio 07, 2003

Essa vai para o Daniel..
..em homenagem ao diálogo que tivemos esses dias, transcrito há uns 4 ou 5 posts atrás:

* * *
E hoje, se São Pedro deixar, eu ganho mais uma estampa na pele.
* * *
Alguém com excesso de tempo livre perguntou no Yahoo.com o que diabos há na maleta de Marsellus Wallace, personagem de Ving Rhames em "Pulp Fiction". Alguém com mais excesso de tempo livre ainda, mas provavelmente bem pago pra fazer isso, respondeu..
* * *
E como tem chovido, feito frio e nublado.. lá vai a minha simpatia pra voltar a fazer sol:

lml lml lml

terça-feira, maio 06, 2003

E agora, você decide
Lembra daquelas séries de livros conhecidos como "Enrola-Desenrola"? A cada página, duas opções de saída de situações são dadas, e dependendo de qual você escolhesse, ia para uma página ou outra.. e cada página se desdobrava em dois caminhos.. era o maior lazer, eu era viciada nessa coleção, tinha o "meia Noite na Mansão dos Monstros", "De balão no deserto do Saara".. "Os Estúdios da TV Sensor" (clássico! clássico! e apavorante!!!).
Pois então, é que vendo esta promoção da FOX, lembrei imediatamente de "Milionário Instantâneo", outro clássico da série.

Deleite-se com as capinhas originais neste site aqui, ó. Quase chorei.
Útil? Naaahhh...
Descubra se você é estressado com a ajuda da Hello Kitty!
(pra dizer a verdade, a cada florzinha que explode no fundo, é tanto amor no coração que me deixa tensa.. heh).
Mas o nome do diretório é legal. Sanriotown.com/psycho/. Melhor, só imaginar a Hello Kitty fazendo uma jam session com os caras do Tiger Army.. uma coisa assim.. super ENCONTRO DE FELINOS, entende?
Chega.
Desisto de fazer templates em vinte minutos, e ficar acertando códigos.
Voltei pra versão Beach Party mesmo. É doce. É bonitinha. E não dá trabalho, nem erros.
Daniel Poeira(11:17 AM) :
Quando vai ter recenseamento no Brasil de novo?
Lia(11:17 AM) :
hhhahhaahahaha
não sei
mas aqui a gente não consegue uma MASSA expressiva de jedis.
Daniel Poeira(11:18 AM) :
Oh sim nós conseguiremos.
Poder nós ter. Usar não sabe.
Lia(11:19 AM) :
inglaterra tem muito menos gente pra votar.
a menos que a gente fizesse apresentações pelo interior do Brasil oferecendo testes de midi chlorians gratuitos, aulas de paciência e oficinas de cabeleireiro com especialização em penteados da Amidala para as moças...
Daniel Poeira(11:19 AM) :
Uns caras da iNFO Exame fizeram isso uma vez e converteram várias pessoas à nossa causa...
Lia(11:21 AM) :
pois é
só que várias tem que ser pelo menos meio milhão de pessoas
vai ser complicado.. mas podemos tentar.
ou melhor, tentar não. fazer ou não fazer. não existe tentar.
Então é assim: eu tiro aquela coisa pureza da Versão Beach Party e mudo pra um template baseado em filme freak.. e o blogger dá erro atrás de erro. Eu devia ter adivinhado..

segunda-feira, maio 05, 2003

Eu não colei!! Eu não colei!!
my cowboy bebop theme song is cats on mars

what's your cowboy bebop theme song?

Essa música é freak. Estou até agora tentando decifrar, uma vez que a letra parece estar em francês, mas só acho na internet com a letra em inglês ou japonês. É bem bonitinha. Fácil de achar no Kazaa ou no Soulseek, mas quem não conseguir, pode pedir que eu mando.
* * *
Fui com meu amigo e colunista do Conga Conga Conga, o Preacher, assistir a "X-Men 2" - e saí do cinema com dois medos:
1- que o catálogo de filmes lançados neste ano se assemelhe demais a uma folhinha de Batalha Naval - tem "T3", "X2" e "Matrix" - uma vez que a água na verdade não é água porque nossa realidade não existe, e que o destroyer também não existe no mundo real..
2- medo de que façam "X-Men 3". Este segundo filme é tão do caralho que outra continuação certamente não será tão boa, e a gente sairá do cinema decepcionado. Por favor, parem antes que seja tarde, e deixem toda uma geração de fãs-de-cinema-e-hq impressionados com o que viram até então - um filmaço.
* * *
Vocês entenderam errado. Eu já tinha ouvido falar pra caramba de "Rocky Horror Picture Show".. só nunca tinha tido a oportunidade de assistir, entende? Aí pensei, bem, não pago essa p*** de Virtua à toa..
Sim, perdi alguns pontos de sanidade assistindo ao filme. Mas, no meu caso, que diferença isso faz?
* * *
Um dos meus sonhos às vezes é casamento e filhos, o cromossomo x não nega!! Tudo bem que às vezes vejo crianças histéricas correndo e berrando em ambientes teoricamente quietos e me pergunto se eu realmente mereço um inferno desses dentro de casa.
Pelo menos a parte do casamento ficou mais fácil com essa fantástica IGREJA INFLÁVEL!!

Rá rá! Inacreditável. O que mais falta inventar?

sábado, maio 03, 2003

Don't dream it; be it.
..e pensar que levei 25 anos pra descobrir The Rocky Horror Picture Show.
Vou ali no xis-men e já volto.
E depois vou ver The Rocky Horror Picture Show de novo.

sexta-feira, maio 02, 2003

Ah, os anos 80!
"Essa menina não quer nada, ela só quer vadiar
Assim você vai se dar mal
Assim você vai se dar mal
Assim você vai levar pau, pau, pau"

"Pronta para estudar", Cheque especial
* * *
Estou num desânimo..
É sério.
Essas festinhas não me tiram mais de casa. Tem que ter algum bom motivo, algum bom show, alguém de quem eu esteja morrendo de saudades, uma "linha editorial" que eu goste (mas QUE festa toca rockabilly/ surf music a não ser as minhas?). Ir pra ficar sentada durante metade da festa, disputando as poucas cadeiras existentes ou tendo que gritar pra conversar não me atrai mais. Prefiro sair pra tomar um bom vinho da casa com algum amigo ou amiga, ficar em casa vendo filmes, baixar alguns discos inteiros no soulseek (andei baixando uns lances do Mooney Suzuki, som garageiro mais sujão do que The Hives, mas menos podrão que Guitarwolf, bom demais)..
..não sei, esse tipo de diversão efêmera sem possibilidade de troca de informação - a não ser sobre a vida alheia - não tem me atraído muito.. às vezes é legal, lógico, mas cansa, sabe?
É. Essa coisa de trabalhar, acordar às sete, cuidar da casa, visitar a família em Niterói.. quando você tem responsabilidades, seus valores mudam.
* * *
Aliás, meu pai mandou notícias. Disse que essas passeatas pró-LePen na França estão sinistras. Um povo com pinta de neo-nazista e de poucos amigos, gritos de guerra ("a França para os franceses!!") e outros nacionalismos exacerbados que me preocupam demais - porque eu quero voltar pra lá, sabe?
Não, não sabe.
Enfim, preciso de outra viagem dessas.
* * *
Outro manifesto anti-rótulo-indie, dessa vez pelo Pedro. Genial. Esse menino me faz crer na humanidade
* * *
Batmobile, a banda, é uma das coisas mais fodas do rock. O baixo de zebra do maluco é outra das coisas mais fodas do rock. Favor não confundir Batmobile com o Batmóvel, aqui num site que trata o carango como se fosse um carro de verdade, mostrando detalhes do motor, emblemas, até réplicas de birnquedo colecionáveis.

* * *
Yogi Berra jogou no time e dirigiu os Yankees durante mais de duas décadas, mas é mais conhecido por suas 0 comentários
Este site está em novo endereço: visite www.liaamancio.com.br para novidades e updates!
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...