Este site está em novo endereço: visite www.liaamancio.com.br para novidades e updates!

terça-feira, setembro 28, 2010

O Big Kahuna bar e o grande guia tiki de Lounge

Como boas pessoas que vivem em 2010 no sentido mais pleno, quer dizer, por mais apaixonados por manifestações culturais retrô que a gente seja, é fato que vivemos uma era de remix de mil referências. Então dá pra curtir anos 20, 30, 40, 50, juntar o Hawaii com a Polinésia e tranformar tudo numa coisa só - "as coisas que a gente curte". A cultura tiki de hoje é exatamente isso: uma apropriação da estética da mitologia polinésia que rolou nos EUA nos anos 50 por gente que curtia a vibe 'sol, praia, drinks coloridos' - mas como nego em, sei lá, em Detroit nem sabia o que era sol, praia e drinks coloridos, virou aquela coisa que você acha jeca e eu acho maneiro pra caramba, desde que não seja pra viver exclusivamente assim. Até porque aqui no Rio de Janeiro tem praia de verdade, tem sol de verdade e eu sei bem que a vibe nem é essa. A gente anda de chinelo na rua. Não, não temos araras voando pela cidade, sorry.

E com essa história da gente tocar ukulele (Cid muito melhor do que eu, é claro), estava aqui pensando que estava mais do que na hora de termos outra festa Tiki. E que a gente toca. CRARO. Aí de repente a Beth Ferreira, que produziu a outra festa tiki, me avisa que abriu um TIKI BAR logo ali, em Botafogo!

É claro que fomos conhecer. E já tem potencial para ser nosso little grass shack:

Big Kahuna - tiki bar

O Big Kahuna fica ali nos fundos da Boneyard, na Paulino Fernandes, 7. Perguntaram se era baratinho: baratinho, não é - mas os drinks são enormes, caprichados e bem servidos, vale o preço. Como fomos ao Big Kahuna naquele climão de soft opening, a carta de drinks não era definitiva e não, não tinha hamburgers no cardápio.



* * *
Quer entrar no clima tiki? Olha a seleção de links que preparei pra vocês:
- Tikimentary é o documentário de Duda Leite sobre a cena tiki lá fora: o que é tiki, como isso virou uma espécie de 'cena' e entrevistas surreais com adeptos dessa cultura, colecionadores de canecas de carrancas, flamingos, flores, mocinhas, digamos, expansivas... bares com sereias vivas e... bem, assista e veja com seus próprios olhos que beleza.


- Cultura tiki sem drinks coloridos não tem graça. No Tiki Drink Recipes você tem um vasto acervo de coquetéis e demais diversões alcoólicas (ou não), com guarda-chuvas decorativos (ou não). Comece uma festa tiki agora!

- Por falar em festa, sem trilha sonora não dá, certo? A rádio online Luxuria Music garante a dose de lounge e exotica. Se não for suficiente, dá pra regar o convescote ao som de Tiki Tones, Los Straitjackets e, com um pouco de espírito desbravador na internet, corra atrás das coletâneas da Del Fi Records, especialmente a 'Jungle Jive'.

- Agora só falta a beca: camisas floridas e vestidinhos vintage podem ser adquiridos em território nacional na Aloha Cafe Surf.

- Faltou alguma coisa? Não se preocupe: você acha no Tiki Room. Decoração, por exemplo, que é uma coisa difícil de se achar por aqui, mas com umas flores e plantas de plástico, persianas de bambu, chita florida como papel de parede, flamingos daquelas olarias de beira de estrada e carrancas da feirinha hippie já dá pra improvisar alguma coisa (não, não remodelei a casa tiki-style, foi o que veio à mente mesmo).

E vamo que vamo. Mahalo, maluco! Precisávamos mesmo de um lugarzinho assim.

domingo, setembro 19, 2010

o fabuloso mundo dos ukuleles! (contém vídeos)

Cid tanto falou de ukulele que eu mandei vir dois pra gente (saiu muito mais barato trazer de fora do que comprar aqui dentro, viu?).


oo.koo.lay.lay

Você, leitor assíduo de Lounge, sabe bem do que estou falando - mas se você caiu de paraquedas aqui, vai perguntar o que raios é um ukulele (minha família inteira perguntou). É uma espécie de cavaquinho havaiano (nossos Mahalo são made in China) com cordas de nylon que faz aquele sonzinho 'blim blim blim' e é tão pequenininho e fácil de tocar que virou uma febre - procure qualquer música + ukulele no Youtube e você vai ver dezenas de pessoas como eu e você tocando de tudo no uke:


tipo isso...

...e tipo isso!!!!

É. Tenso. Mas a gente curte, e se você quiser curtir também, encomendamos os nossos no Ukuleleworld, que entrega no Brasil e tem uns modelos baratinhos - há relatos de um povo que comprou lá e nem foi taxado, só pagou mesmo o uke e a postagem.

Uma vez que você esteja com seu ukulele em mãos, a diversão é inesgotável: tabs, videoaulas e, claro, pensar em covers que ninguém tenha feito antes.

http://www.curtsheller.com/ukulele/links/index.php

http://ukulelehunt.com/

http://www.ukulele-tabs.com

http://uketalk.com/links.html

http://nwfolk.com/uketabs.html


* * *

Antonio Carlos Cardoso vive no Rio Grande do Sul e, por mais estranho que isso possa parecer, dá aulas de dança havaiana (no Rio de Janeiro, Espírito Santo, Bahia... eu até entendia! Mas Rio Grande do Sul me lembra o povo de bombacha tomando chimarrão, difícil associar a colarzinho de flor). Se você não mora por aquelas bandas, sem problema: por módicos 35 reais + postagem, você pode aprender a hula! MAHALO!

* * *


Agora vê isso:





Propaganda é a alma do negócio, né? Podem bater ponto a cada duas semanas em http://www.youtube.com/liaamancio que a gente promete botar uns videozinhos lá periodicamente... esse já é meu terceiro, o primeiro com o maridão. E se você tiver alguma sugestão que seja fácil de tocar, manda que a gente faz :)

Aloha, maluco! **

** assunto para o próximo post...

sexta-feira, setembro 10, 2010

Recordar é viver... - Bruno Aleixo

- Se queres ficar em Coimbra, não podes ser imigrante. Tens que ser outra coisa.
- Ai, é? Então quero ser proxeneta.

quarta-feira, setembro 08, 2010

Como macaco gosta de banana...

Que banana é muito rica em sódio e é ótimo comer bananas antes de praticar esportes (para evitar as cãimbras), eu sei que você sabia. Mas aposto que você não conhecia esses banana-facts do Mentalfloss.

* * *
India - Chennai - banana vendors
Foto por http://www.flickr.com/photos/mckaysavage/ - CC - atribution

Quando eu era xovem e usava um programinha safado chamado Cardume pra baixar músicas (era uma espécie de pré-Soulseek, lembram?), recordo-me de haver montado uma playlist só de músicas com a musa paradisiaca no título: da clássica marchinha de carnaval à Banana boat song do Harry Belafonte, poucas bananas ficaram de fora.

Seguem algumas bananas sonoras pra vocês:

King Kurt, 'Banana banana':


Nelories, 'Banana':


sei lá qual a fixação das japonesas com banana, mas 'Banana Chips', do Shonen Knife, também estava no pacote:



e, claro, 'Como macaco gosta de banana', por João Penca e Seus Miquinhos Amestrados. Grande clássico:



* * *

E você, leitor(a)? Que playlist temática me sugere? (a dos monstros foi feita há um bom tempo atrás, tentarei reativá-la por aqui...)
Este site está em novo endereço: visite www.liaamancio.com.br para novidades e updates!
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...