Este site está em novo endereço: visite www.liaamancio.com.br para novidades e updates!

sexta-feira, abril 30, 2010

Felicidade é uma ninhada de cachorrinhos. Nhom. Ooba-gaba-baba-boooo...

Esse cara...



...acaba de viver seu momento Peter Griffin:



Sempre que seu dia estiver uma bosta, volte neste post para tornar sua vida melhor. Sempre que seu dia estiver lindo e sua vida, uma delícia, volte neste post para mandar um pouco de felicidade para quem você ama. Nhom. Ow. Nhááááááá. Oh!

terça-feira, abril 27, 2010

Oi. Eu topo.

Eu topo.

Essa listinha da Condé Nast Traveller dos hoteis chineses mais luxuosos do mundo é de chorar de tristeza por não ter escolhido uma carreira na qual a possibilidade de virar milionária exista, ainda que remota.

* * *

Se bem que no Top 10 das milionárias self made britânicas tem uma que ficou rica escrevendo livros infanto-juvenis e duas que tiveram a ideia brilhante depois de terem filhos (uma inovou em modelos de sutiãs e a outra criou uma linha de produtos gluten-free). Quer dizer, ainda há esperanças. Não que eu planeje filhos antes dos próximos dois anos - só quero dizer que há esperanças.

quinta-feira, abril 22, 2010

Boas ideias existem para serem executadas

Boas ideias existem para serem compartilhadas, sim. Eu acredito. Mas acredito também que boas ideias existem para serem postas em prática. Sabe aquela história da árvore que caiu no meio da floresta? Se ninguém ouviu, ela realmente caiu? "Print screen ou não aconteceu?" Pois. De que serve uma boa ideia se ela não é executada?

Ah, você sofre dos mesmos problemas que eu? Procrastinação, excesso de autocrítica... o que te impede de executar suas ideias? Se depender da internet, NADA:

- Procrastinação? Baixa produtividade? Esta lista de sites traz desde organizadores pessoais a artigos e autoajuda. Parece ótimo, correto? NÃO! Olha quanto tempo você vai perder lendo essa baboseira quando deveria produzir! Dica amiga da Lia Amancio: um bom TASK MANAGER, que pode ser o do outlook ou do gmail, para as pequenas coisas do dia a dia, e lembretes de datas, reuniões e tarefas macro no Remember the milk ou na agenda (do outlook ou do gmail), um bom par de plugues de ouvido para ignorar o mundo à sua volta e voilà: você terminou tudo o que tinha que fazer três horas mais cedo. Daí a tirar o resto do tempo para os SEUS projetos é um pulo.

- SEJA CRIATIVO! A rede de distritos criativos sediada na Bélgica te dá todo o passo a passo para pensar criativamente, fazer algo com sua ideia. Sim, ter boas ideias é fácil, mas para executá-las você precisa de um planejamento consistente. O site ainda tem um 'manual' para levar criatividade à sua empresa (não apenas melhorar o ambiente de trabalho, mas tornar sua empresa competitiva num mercado saturado, onde se sobressai à base de inovação). E aí? Falta algo?

- Sua boa ideia, se for boa mesmo, merece uma metodologia antiprocrastinação também. Não é porque ela não paga seu salário que não merece ser executada. Não é porque ela parece absurda que não merece o mundo. Então vamos lá, use todos os alertas possíveis para os SEUS projetos.

- O site The 99 percent tem artigos sobre disciplina, foco e até mesmo sobre como e quando mandar ideias para a lixeira. MUITO, MUITO, MUITO útil.

Mas agora é na hora de parar de teorizar e botar meus projetos criativos em prática, porque eles são muito bons e podem até ser rentáveis. Recomendo que você faça o mesmo. Depois vem aqui e me conta o que você fez.

terça-feira, abril 20, 2010

Boas ideias devem ser compartilhadas

No dia 8 de maio, o Rio de Janeiro abrigará o TEDx, espécie de 'franquia' do TED, aquele evento que se você não conhece, você deveria porque:

> TED = Tecnologia, Entretenimento e Design. Mas o que acontece ali é inspiração, inovação e cultura.
> As TED Talks são mais histórias do que palestras, sobre qualquer assunto. Sobre o universo, a vida e tudo o mais, sobre (eu já disse ali em cima) inspiração, inovação e cultura.
> Existe um compromisso com a objetividade: cada TED Talk não deve ter mais de 20 minutos. Mais do que isso cansa e dispersa - não apenas a audiência presencial, mas também você, que pode assistir a tudo depois pela internet. E com a leveza, e com as boas histórias e boas ideias. Não é à toa que o lema do evento é 'ideias que valem a pena espalhar'.

Sim! As TED talks estão disponíveis aqui, e qualquer um é convidado a compartilhar os vídeos, colaborar com legendas e traduções em seus idiomas. A ideia é mesmo atingir o maior número possível de pessoas.

* * *

O TEDx é a versão independente, que qualquer um pode organizar desde que cumpra algumas regrinhas de 'franquia' para ter a cara da matriz. Ano passado teve um TEDx São Paulo e quem esteve no evento não tem palavras para descrever a sequência de falas inspiradoras do pessoal que se apresentou por lá. Aqui no Rio de Janeiro tem o Descolagem (de cuja conceituação orgulhosamente participei, he he), que se inspirou um bocado no TED - mas é diferente de tudo o que você já viu. E agora teremos o TEDx Sudeste, que acontecerá no Planetário da Gávea - um lugar inspirador por si só.

* * *

Boas ideias existem para serem compartilhadas, sim. Eu acredito. Mas acredito também que boas ideias existem para serem postas em prática. Sabe aquela história da árvore que caiu no meio da floresta? Se ninguém ouviu, ela realmente caiu? "Print screen ou não aconteceu?" Pois. De que serve uma boa ideia se ela não é executada?

Ah, você tem esses mesmos problemas que eu? Procrastinação, excesso de autocrítica... o que te impede de executar suas ideias?

[continua no próximo post...]

sexta-feira, abril 16, 2010

O fim de semana da pessoa descapitalizada

Pois a Tati escreveu lá no Figurinha o genial Manual da Jovem Descapitalizada. E eu estendo as dicas para as pessoas jovens de espírito, mas ainda não tão jovens assim: aquelas que já perceberam HÁ TEMPOS que deveriam escolher entre a night ou supermercado; ou até mesmo aquelas que não são tão descapitalizadas, mas querem fazer investimentos, pagar o cartão de crédito ou... whatever. É possível se divertir, se manter informado ou ter vida social noturna naquele esquema 0800, digrátis. Mas tem que ficar atento ao que rola no mundo, ô.

* * *

Por exemplo, galerinha amiga do Rio de Janeiro e São Paulo: até domingo rola o festival de documentários É tudo verdade. Sabia dessa? Pois é. Sabia também que a programação é toda gratuita? Pois é. Sabia que vai passar 'O povo contra George Lucas'? Pois é. Já temos (eu e namorado chegado num star wars) programa pra domingo. E sempre tem um festival ou mostra de cinema rolando na cidade com sessões gratuitas ou baratinhas: vale a pena ficar de olho nisso.

* * *

Sabia que você pode virar expert em... azeites? Ou aprender a pintar paredes? Culinária light? Finanças? Dá uma olhada na Universidade Feminina. Tou fazendo o curso de azeites e é ótimo.

* * *

Invista seu tempo energia num blog, num twitter bem informativo, tenha seguidores adeptos de jantares em grupo ou do ritual da queima de carne entre amigos, seja na laje ou à beira da piscina. No barato, vai que chega uma dessas latas de 5l de cerveja na sua casa? Seus problemas sobre o que levar no churrascão da galëre sábado que vem acabem assim, num piscar de olhos. Os meus acabaram exatamente dessa maneira, he he. :)

* * *

E você? Quer compartilhar alguma dica 0800 com os outros leitores de Lounge? Manda aê.

quinta-feira, abril 15, 2010

Bambo-bambo-bam-bambolê!

Hooper Trooper

Primeiro vieram a nerdolândia toda falando do Wii Sports e os shows da Silvia Machete, a diva que roda bambolê, aperta um fino, canta e solta bolhas de sabão - tudo ao mesmo tempo, e faz tudo bem. Os informativos de fitness (qual é, passei dos trinta, posso assinar newsletters explicando como manter a forma, não posso?) falavam do hoopilates e do uso de bambolês mais pesados nessas academias de ginástica de meia hora para moças. Aí, já viu, né? Achei tendência e ADERI.

Certas coisas vêm de berço
Não se engane, leitor. Eu não sabia rodar bambolê até o ano passado.


Mas cadê que bambolê no tamanho ideal para adultos é fácil de achar?

Me senti novamente com 14 anos, quando só tinha esmaltes coloridos importados e eu fazia os meus com tinta de caneta estourada. Eu teria que fazer meu próprio bambolê!
Passei umas boas horas no hooping.org e procurando links de ecommerce que vendessem os aros de pvc para o meu tamanho - o tamanho adulto ideal é em torno de 90 centímetros, sabia? Por isso que você não consegue rodar aqueles bambolês da festinha de dois anos do seu primo: sua cintura está bem maior agora.

Achei foi um tutorial no bambambam.wordpress.com (excelente fonte de informações e curiosidades do mundo dos aros e, de quebra, achei a Mariana Bandarra, ex-vizinha de condomínio nos primórdios dos nossos blogs (no finado gardenal.org: eu, Lounge. Ela, Norma Propp) - Mariana promoveu o Dia Mundial do Bambolê em Porto Alegre, escreveu o Manifesto e mantém o BamBamBam atualizado pra gente se deliciar com notícias e vídeos. Ob-a!

Achei também a Verinha, gaúcha perdida no Rio de Janeiro, adepta do aro e das tardes bambolezando nos jardins do MAM - e fizemos nossos bambozillas de mais de um metro de diâmetro. Sente só:

Verinha e o Bambozilla
Verinha e o Bambozilla, que deve ser maior que ela! :)


Para quem quiser se aventurar, aqui tem umas fotos de como a gente FEZ os bambolês. Yeah.

* * *

Pois. Achar um bambolê que viesse pronto foi difícil, mas não impossível. Na Nacif Esportes, que fica na rua Buenos Aires (centro do Rio), encontrei dois. A dica? Pedir um aro GRD (ginástica rítmica desportiva). Isso eles têm.

Agora tenho 4: o aro de pvc e outro menorzinho e mais pesado, de alumínio. Junto com o bambozilla (que é enorme) e um bambolê de criança, eles fazem um kit fitness perfeito para a pessoa que não frequenta academia.

O aro de pvc comum é leve e gira médio. É bom para iniciar e para treinar truques sem se machucar. Agora já consigo, por exemplo, passar o bambolê do pescoço para a cintura.

O aro de alumínio é bom para exercício, já que é pequeno (ou seja, gira rápido) e mais pesado, exigindo mais esforço e fazendo mais pressão na barriga. Dizem que ajuda a afinar a cintura. Veremos.

O de criança é para brincar nos braços, e o bambolê gigante, por girar mais devagar, é ótimo para iniciantes mesmo, tipo seu namorado, que além de iniciante não tinha o menor jeito pra coisa. Com o bambolê, você não rebola: você oscila. E com um bambolê maior e mais pesado, a oscilação é mínima. É relaxante, bom pra ficar horas conversando, a coluna vai ajeitando... delícia.

* * *

O bambolê tem um baita potencial pra hype. Bambolê é tendência. Veja bem: você não precisa ter uma mega tv e um wii. Ele é portátil, é barato, é sociável. Você pode ter uma vida ao ar livre, ora bolas! Ele exercita músculos centrais, é gostoso, faz bem. Você pode fazer até em casa. Leia isso aqui, ó: http://bambambam.wordpress.com/bambembom/

Se isso ainda não te convenceu, tem essa história da moça que perdeu 46 libras, ou uns 23kg, bambolezndo todo dia de manhã, por uma hora mais ou menos, durante três meses (não é brincadeira: o bambolezinho de alumínio faz suar um bocado.

Se nem assim você se animou...


Golpe baixo

* * *

E aí? Se animou? Eu me animei.

terça-feira, abril 13, 2010

domingo, abril 11, 2010

Deus, as cidades e o apocalipse

Naquela sexta-feira chuvosa, saí um pouco mais tarde do trabalho e resolvi pegar um táxi para casa. Motorista de táxi e cabeleireiro, bora dar papo pro sujeito. E, claro, o assunto era o tempo e as enchentes das última semana. No que o rapaz, jovem e, só depois que percebi, louco, me vem com essa:

- É a profecia maia, né? Já está acontecendo.
- Ô.
- Está tudo na palavra de deus. Os maias disseram, mas deus escreveu no livro do apocalipse. E sabe o que vai acontecer? Só quem aceita Jesus vai para o reino dos céus.
- Hein?

[A partir daqui, leitor, o motorista se empolgou e, intercalando cada pensamento desconexo com um 'você tá me entendendo?', mostrou que, como bom crente, acredita num livro do qual não entendeu chongas]

- Deus escreveu e está escrito, cê tá me entendendo? Vai tudo acabar, Deus criou a terra e o homem, e deu ao homem o livre arbítrio, cê tá me entendendo? É a ação do homem que está fazendo isso tudo, essa desgraça toda...

[aí você pensa que ele vai falar dos fdp que jogam papel na rua, que não reciclam lixo, que desequilibram o meio ambiente, que emitem gases poluentes, mas não]

-...porque é gente que não aceita Jesus no coração, cê tá me entendendo? É gente que não vive dentro da lei de deus, é gente que vive em pecado, é homem-sexual (sic). Jesus veio, o cordeiro, para salvar a humanidade, foi apedrejado e crucificado, morreu, ressuscitou ao terceiro dia, tudo para levar a palavra de Deus às pessoas. Vai acabar tudo, já está previsto no Apocalipse. Mas só quem vive de acordo com a palavra de Deus vai para o reino dos céus.

E eu me pergunto, leitor, que palavra é essa que proíbe amor e tolerância, condenando quem 'vive em pecado', que fim do mundo é esse que nego só quer saber do seu pedacinho de céu e os outros que se danem, dane-se a Terra que te deu comida e moradia e que é um pedacinho mínimo de algo muito maior, do qual devemos cuidar como se fosse nossa casa. Eu acho simplesmente que o sujeito não entendeu o livro, e que ao invés de pregar ipsis literis a palavra escrita em um livro, provavelmente por monges não lá muito santos na idade média, se ao invés disso ele ouvisse o que Deus, considerando que Deus 'está em todas as coisas, faz parte de todas as coisas', se ele ouvisse o que o ecossistema quer dizer como se aquilo fosse a palavra do que ele chama de Deus, talvez a humanidade estivesse muito melhor.

* * *

Não tenho absolutamente nada contra manifestações de fé como a que vai ocorrer 4a que vem, o tal Dia D. Que aconteça, que haja paz, que se saiba o que se quer, o que se vai pedir. Que seus manifestantes não sejam inflexíveis a ponto de condenar outras visões de mundo, outros estilos de vida. Que não hostilizem umbandistas, gays, metaleiros ou o que quer que você queira ser da vida. Que aprendam a ler e a interpretar texto, PELO AMOR DE DEUS.

"Deus", essa terceirização de responsabilidade da sua criação, dos seus atos, do que você faz no mundo, para uma entidade supostamente maior que julga, pune e abençoa - de acordo com o que você acredita, uma vez que Deus é imaterial, ninguém vê que ele está lá, depende da crença de cada um. Quer dizer, você cria seu Deus à sua imagem e semelhança, e não o contrário. E essa punição ou bênção está no seu coração, ou melhor, no seu arrependimento (ou não) do que você acha que merece punição (ou aprovação).

* * *

A culpa da chuva não é nossa, encostas deslizariam do mesmo jeito (com ou sem casas construídas, pessoal da Habitação!), mas a responsabilidade de manter a cidade em ordem para que ela possa receber as chuvas como se fosse um fenômeno natural comum, está é nossa sim. E você? Quando foi a última vez que jogou papel no chão?
Este site está em novo endereço: visite www.liaamancio.com.br para novidades e updates!
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...