Este site está em novo endereço: visite www.liaamancio.com.br para novidades e updates!

segunda-feira, novembro 19, 2012

Back to basics - paciência é uma virtude...

...paciência é uma virtude que não tenho muito. Mas estou treinando: já faz um tempo que ganhei uma máquina de costura. Tudo muito lindo, mas em vez de aprender a costurar para só aí me aventurar no mundo das linhas, comecei antes. Ousada, meu segundo projeto foi logo um vestido frente única, com saia godê e forro... obviamente 100% mal acabado.

Então agora vou começar do básico, da regatinha simples com costura reta, tudo muito simples. Quando masterizar essa arte, darei o segundo passo, e por aí vai. É um processo... e é também um projeto. Vamos nessa!


quinta-feira, novembro 15, 2012

"Argo" - quando nerdice e política internacional se encontram

"Argo" deveria ter sido um filme ruim, se tivesse sido feito em 1980. Como não foi, virou um filmaço em 2012, sobre o filme que nunca existiu e serviu apenas como peça chave de uma das mais sensacionais operações de resgate internacional da história. O "Argo" de 2012 é baseado em fatos reais. Ou melhor: em fatos SURREAIS, daqueles que você ouve e pensa "caraca, isso dava um filme". Bem, DEU um filme, e é excelente - não apenas pela fantástica reconstituição da situação, fundamental quando um filme é baseado em fatos reais, mas principalmente pela história, que por si só já é espetacular. Vê só:

Final dos anos 70, Estados Unidos se metendo onde não eram chamados (por causa de petróleo, sempre), onda antiamericana no Irã e a consequente invasão da embaixada americana naquele país por devotos do Aiatolá Khomeini. Todos os funcionários da embaixada foram sequestrados e feitos reféns, menos um grupo de seis - que conseguiram fugir e se esconderam na casa do embaixador canadense. A história completa é contada neste artigo da Wired.

E é aí que a história fica divertida para nós, nerds. Era possível resgatar pelo menos aqueles seis, e a missão deve ter sido uma das mais bizarras da história: não dava pra dizer que o grupo era de professores, nem de pesquisadores, nem de nada mais convencional - como deportá-los pra casa sem levantar suspeitas? Simples: se não pode ser discreto, coloque holofotes em cima. O ano era 79/80, quando a única coisa que não levantaria suspeitas seria uma equipe canadense produzindo uma ficção científica nos moldes de Guerra nas Estrelas, com locações exóticas (por isso, estariam no Irã). Havia roteiro, desenhos de produção, escritório, produtor (que, na verdade, era o maquiador FX Robert Sidell - o personagem do filme junta uns quatro caras diferentes, Sidell entre eles) e, para dar mais credibilidade à história, nada mais esperto do que fazer uma coletiva de imprensa e cavar matéria na Variety e na Hollywood Reporter. "Argo", um roteiro ruim que ninguém queria comprar, baseado no livro "Lord of light", foi realmente anunciado como "em produção".

(imagem original pescada daqui - tem várias outras em ótima resolução, quem quiser ver clica lá. Marido bateu o olho e reconheceu na hora: "Ei! É o Galactus")

Ok, o filme foi baseado numa história real e você, se tem um alto nível de nerdice, provavelmente já sabe como termina - porque, afinal, o desenhista de produção do filme falso foi ninguém menos que Jack Kirby (pai do Capitão América, Quarteto Fantástico, Surfista Prateado e outros que povoaram seu imaginário de moleque) e é claro que você já conhecia a história e vibrou quando anunciaram que fariam um filme baseado nessa missão da CIA. Ainda assim, vale muito a pena ver "Argo" - a história é emocionante, a reconstituição é excelente, e o filme mostra como nerdice e política internacional têm tudo a ver.

Vá ao cinema, se achar alguma sala onde não esteja passando a última parte de 'Crepúsculo'. Corre. Vai. E valeu, Ben Affleck, por essa.

quarta-feira, novembro 14, 2012

Passarinho dançarino

Galera aqui em casa entrou numa vibe ornitóloga outro dia. Passamos um tempo vendo vídeos de pássaros curiosos. Entre eles, estava o Manaquín de Cabeça Vermelha, que vive na Costa Rica e... bem, veja com seus próprios olhos. O bichinho é o Gene Kelly encarnado - especialmente quando se trata de conquistar garotas:

http://youtu.be/o42C6ajjqWg

Caaaaara... caaaaara... o mundo animal sempre me surpreende.

domingo, novembro 11, 2012

O vestido mais over do mundo

Só à Rigor de Copacabana (num guento com essa crase). Denuncio logo. A julgar pelo fato de que saiu da vitrine esses dias, alguém deve estar usando em breve. Socorro.

É fashion, né? Fashionsolhos.


sábado, novembro 03, 2012

Eu vejo carinhas onde não tem

Você não faz isso também? Enxergar olhos onde existem janelas, e ver a porta como uma boca? Não pode ver dois círculos que já pensa em dois olhinhos? Também acha que todo pára-choques é como um sorriso de um carro?

Nossa, isso acontece muito comigo...

...e nem faço uso de alucinógenos.

Se você vê, você me entende. E se você não vê, dê uma olhada neste link: http://www.darkroastedblend.com/2012/09/unintentional-faces-in-objects-part-2.html

...e agora, como faz para DESVER as carinhas de TUDO, praticamente tudo nessa vida?
Este site está em novo endereço: visite www.liaamancio.com.br para novidades e updates!
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...