Este site está em novo endereço: visite www.liaamancio.com.br para novidades e updates!

sábado, novembro 26, 2011

Empresas que criam problemas para os clientes, em vez de dar soluções


(baseado em histórias reais)

Você tem uma empresa de consultoria. Ou você é uma agência de comunicação "estratégica". E aí, na vontade de impressionar o cliente, você cria um plano mirabolante, envolvendo muitas mídias, concurso cultural, um ano inteiro de prêmios, e por aí vai. O cliente, é claro, gosta. E você, agência que apenas cria "soluções estratégicas" e não tem pessoal para executar, criou um problema: você não deu a solução completa.

Em primeiro lugar, você apenas deu a ideia para o cliente se virar com o que tem. E o cliente tem menos pessoal do que a sua agência.

Em segundo lugar, você esqueceu do básico: dizer quanto a brincadeira vai custar.

Em terceiro lugar, você se esqueceu de checar com antecedência quais são as implicações para o cliente em realizar certos tipos de ações: digamos que, para uma empresa privada, algumas coisas sejam mais simples do que para uma empresa pública, que precisa necessariamente licitar serviços. Digamos que ele queira, dê um jeito mas, ao longo do processo, descubra falhas no seu planejamento (por exemplo, um concurso para escolher algo importante como uma peça de comunicação que será "a cara da empresa", com poucas opções, precisa necessariamente ter opções já previamente aprovadas para serem "a cara da empresa" para não correr o risco de nenhuma peça atender aos requisitos).

* * *


Sim, é possível ser uma empresa de consultoria. Sim, é possível focar apenas na estratégia, sem precisar executar. Mas:

- Tenha uma rede de fornecedores à disposição, caso o cliente não tenha;
- Orce com eles ANTES de apresentar a proposta ao cliente;
- Orce com outros fornecedores também, para não apresentar propostas com orçamentos muito distantes da média de mercado;
- Caso o cliente já tenha um orçamento estabelecido, faça sempre propostas adequadas ao orçamento.;Caso não tenha, vale a pena dar a opção incrível, a opção média e a opção barata e a custos reduzidos, sempre lembrando dos prós e contras.

E antes de tudo, antes de tudo mesmo, ENTENDA o cliente. Entenda o setor, entenda o ramo de atividade, entenda as implicações legais para a execução de certos trabalhos. Muitas empresas pecam por ignorar as condições sob as quais sua proposta será - ou não - realizada.

Não preciso nem falar de prazo, certo? Se a reunião para a campanha 2012 aconteceu em JUNHO, é porque em JULHO o cliente quer a proposta para ser lapidada até outubro, mais ou menos, quando a produção das peças vai começar. Pra que esperar até as vésperas do evento de lançamento?

* * *

Na boa? Se um dia eu abrir minha própria empresa de consultoria, de falta de planejamento não morro. Quem aí acha, inclusive, que eu deveria fazer isso, levanta a mão.

Um comentário:

André Luis disse...

Nossa...me identifiquei muito com esse post...dá até raiva de tanta falta de respeito e consideração.

Este site está em novo endereço: visite www.liaamancio.com.br para novidades e updates!
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...