Este site está em novo endereço: visite www.liaamancio.com.br para novidades e updates!

quarta-feira, maio 12, 2010

Anos depois do McDonalds substituir suas embalagens de isopor por papel, ainda tem quem...

Hoje aprendi, entre outras coisas importantes sobre business intelligence, análises de cenários de mercado e particularidades da indústria de comunicação (mais precisamente a parte que envolve compra de espaço de mídia), que a Yogoberry, a marca de iogurtes gelados que vende produtos saudáveis (ou pelo menos mais saudáveis que sorvetes cheios de gordura vegetal hidrogenada e açúcar), usa embalagens de isopor em seu serviço de entregas a domicílio.

Semana passada, comprei umas saladinhas de fruta no balcão de lanches do Hortifruti, mais precisamente o da rua Prado Jr., e também vieram em copinhos de isopor.

Por que não fazer como no Hortifruti da Rua das Laranjeiras, que coloca a salada de frutas em potinhos reaproveitáveis ou recicláveis de plástico? No Yogoberry eu até entendo a necessidade de se preservar a temperatura do produto, mas... por que isopor?

Esclarecendo: o isopor *É* reciclável. O problema é que, pra se juntar uma tonelada de isopor, o volume é E-NOR-ME. Você realmente acha que, na hora de vender o material reciclável para as empresas, alguém vai fazer sei lá quantas viagens de caminhão pra levar volumes enormes de isopor e ganhar uma merreca? Nananinanão: o isopor acaba ficando no lixão junto com restos de comida e afins - e aí todo mundo sabe o que acontece.

Hortifruti e Yogoberry, vocês vendem saúde. E o meio ambiente, como fica?

Para o Hortifruti é mais fácil: é só trocar a embalagem - mas e o Yogoberry, que precisa preservar a temperatura? Existe um material substituto ou vamos continuar descartando copinhos de isopor?

Tenso. Mas a dica está dada. Vamos lá.

Nenhum comentário:

Este site está em novo endereço: visite www.liaamancio.com.br para novidades e updates!
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...