Este site está em novo endereço: visite www.liaamancio.com.br para novidades e updates!

quinta-feira, março 29, 2012

Mabel & Alberto

Foi em 2001 que comecei a tomar aulas de dança espanhola. Saía do trabalho no Centro do Rio, me encaminhava para o Humaitá e era um tal de 'ta-tarata-ta-ta-ta', bate o pé, 'a la puerta de Toleeeeeedo jo tengo seeeellooooo'. Uma loucura.

Dei a maior sorte do mundo, de iniciar as aulas com Alberto Turina e, logo depois, com sua mulher Mabel Martin, fundadores da Escuela de Danza do Rio de Janeiro, ambos já com décadas e décadas de dança, estudo, ensino e paciência.

Fiquei pouco tempo - não cheguei à apresentação de final de ano! -, mas o suficiente para aprender a tocar castanholas, a me portar com elegância. Eu já sabia que jamais entraria em corpo de baile tradicional por causa das tatuagens (naonde que bailarina tradicional exibe rabiscos no corpo? também, não sabia que um dia Kat Von D. existiria e lançaria o melhor corretivo do mercado), e já sabia que o flamenco seria um paliativo enquanto eu não achava um bom curso de sapateado - ou de hula. Ou, como descobri mais tarde, enquanto eu não conhecia a dança de salão.

Ainda assim, e embora não me lembre mais das sevillanas, Alberto e Mabel me ensinaram lições valiosíssimas. Alberto me ensinou a conectar com o chão - mais do que uma símples metáfora, falo de estilos de sapateado mesmo: eu vinha do tap, do sapateado 'pra cima', e o que a dança espanhola propõe é outro tipo de percussão, de peso dos pés, das pernas. Mabel dizia "dance com o útero!!" - e não é que funcionava?

Mabel era uma senhorinha pequenina, que já aparentava idade avançada quando eu fazia aulas com ela, há cerca de 10 anos atrás. Tive a oportunidade de vê-la, na apresentação de final de ano, e descobrir que esse negócio de idade avançada era só até a hora em que subia no palco e começava a dançar: aí Mabel virava uma moça na flor da idade, atraindo todos os olhares admirados, suspiros e... putaquepariu. Mabel Martin era espetacular.

Escuela de Danza Espanhola - Theatro Municipal

Já havia feito balé clássico na infância, jazz na pré-adolescência, e tinha umas noções de sapateado. Mas foi com Alberto e Mabel que descobri que o que eu tinha que fazer na vida era dançar. Soube, recentemente, que faleceram em 2010, com um mês ou dois de diferença. Lamento e sinto saudades. Andei vendo umas aulas de Mabel para uma turma mais recente no youtube e, cara, que vontade de chorar.

Vão em paz, Mabel e Alberto. Vocês encheram o mundo de dança, de arte, de beleza, ensinaram a um monte de mulheres a arte de ser mulher. Obrigada por tudo. De verdade.



domingo, março 25, 2012

Improv Everywhere é muito amor nessa vida

Dessa vez, o grupo de 'melhoradores do espaço urbano' resolveu tornar a viagem de metrô de madrugada muito mais interessante: caminha, cobertor e máscaras de dormir pra quem quiser tirar um cochilo - e um guardinha disposto a te acordar na estação desejada.



http://youtu.be/IAoHHq8YWPs

Fofo.

Penso todo dia em como fazer algo para tornar a vida das pessoas menos monótona - assim, como eles fazem. Um dia chego lá.

segunda-feira, março 19, 2012

Diversificando os investimentos

Ai, gente. Não resisto. Esse aqui é meu blog pessoal, né? Aqui tá liberado pra eu falar do que bem entender.

Já faz um tempo que resolvi deixar de ser uma pessoa POBRE nessa vida. Pobre de conta bancária, digo, porque de amigos, de saúde e de espírito, posso me considerar milionária (nhom!). Mas poder ir ao dentista sem ter a sensação de que levei facadas no orçamento, poder juntar uma graninha para a viagem dos sonhos ou para a tão sonhada estabilidade financeira e, quem sabe, uma procriação futura... não faz mal, certo?

Então resolvi diversificar minhas fontes de renda. A principal continua sendo, e é bom que fique assim, meu emprego 10-às-19. Aí de vez em quando entram uns pingados: umas 50 pilas aqui de cachê de show (é que somos OITO na banda pra dividir. Fosse um trio, já estava RYCAH!); um ou outro frila (no último, tive que virar especialista em SUVACO. que desafio!); e a comissão em cima dos cosméticos e perfumes (né nada, né nada, já ajuda um montão!).

Nada mal, mas agora resolvi que, enquanto não viro autora bem-sucedida de autoajuda, não custa também matar dois coelhos com uma cajadada só: hora de exercitar o desapego *e* de levantar mais uma fonte de mecréus. Montei, assim, um daqueles brechós online onde só não vendo o corpo nem a alma.

Aqui, ó: http://loungeboutique.blogspot.com.br/

Nao custa (e vai que eu vendo alguma coisa por lá, né?).

Nunca se sabe o dia de amanhã, amigos. Nunca se sabe.

* * *

Mas o que eu queria mesmo era aprender a nadar e juntar com umas amigas que também saberiam nadar, pra gente fazer uns números de balé aquático vintage:


http://www.youtube.com/watch?v=z4OO0wYD9R0

Nadar, né? Vai ter que ficar pra próxima encarnação. Já umas performances de burlesco com bambolê... quem sabe?
 ;)


segunda-feira, março 12, 2012

Você conhece o tiozinho mais feliz do mundo?

Tá lá no Projeto Autoajuda: O tiozinho mais feliz do mundo: Johnny Barnes é um tiozinho que, numa cidade nas Bermudas, faz questão de, todo santo dia, acordar cedo e cumprimentar TODOS, digo TODOS os passantes. Manda beijos e diz 'I love you' para todos, sem exceção. Veja o minidoc sobre ele aqui.

domingo, março 11, 2012

Delícia, delícia, assim você me... oi????

The Baseballs são uns bonitões topetudos que transformam tudo, tudo, TUDO em doo-wop. Ouso até mesmo questionar se a bonitona aqui teria alguma chance com algum dos bonitões lá porque, bem, o repertório dos caras consiste basicamente em RIHANNA, LADY GAGA (mais de uma, aliás), KATY PERRY e PUSSYCAT DOLLS.

E, ah, tá: Michel Teló.



http://youtu.be/jhufSnXOAgQ

Curti. E para os ranzinzinhas de plantão, o que é uma boa música com o arranjo CERTO, né?  :-)


terça-feira, março 06, 2012

Tartarugas Ninja em Stop Motion

FATO: se você tem entre vinte e poucos e trinta e poucos anos, você lembra das Tartarugas Ninja. Se você já tem trinta e muitos, quarenta, mas curte quadrinhos e nerdices em geral, você lembra das Tartarugas Ninja. E se você lembra bem das Tartarugas Ninja, a premissa de 'tartarugas mutantes adolescentes ninjas que vivem nos esgotos' é tão surreal quanto o desenho animado dos anos 80 era tosco.

Mas, oh, ESPERE!

Algum desocupado reanimou a abertura do desenho... só que em STOP MOTION!


http://youtu.be/M7oE2iKBMgc

Vale a pena ver até o finalzinho, mesmo, e fuçar os links para a banda que regravou o tema (boa versão!) e o making of.

Achei aqui.
Este site está em novo endereço: visite www.liaamancio.com.br para novidades e updates!
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...